[07] Novos sentimentos

50.3K 7.2K 8.8K
                                    

Eu me virei do avesso pra escrever e postar isso aqui hoje KKKK mas eu queria tanto postar att no dia do meu aniversário (9 de fevereiro) hihi espero que gostem <3

votem e comentem muitooo! mandem pros amigos tbm

#JujubasEKingKong

#JujubasEKingKong

Ops! Esta imagem não segue nossas diretrizes de conteúdo. Para continuar a publicação, tente removê-la ou carregar outra.

Hipocrisia.

Ato de fingir, ter condutas falsas ou dissimuladas. 

Recordo-me perfeitamente de dizer em alguns capítulos passados o quanto essa história passa longe do esperado clichê, mas se formos analisar, isso aqui tá mais clichê que Meninas Malvadas. Sim galera, eu sou um tremendo hipócrita.

Mas o que posso fazer se o clichê parece correr na minha direção? Tipo assim, e se eu te contasse que agorinha mesmo é um desses momentos? 

Enquanto estou aqui divagando nas ideias, Jungkook está bem atrás de mim usando as mãos para fazer uma massagem nos ombros que desce até a coluna, e meu deus, que mãos boas esse homem tem. É tão boa e relaxante que quando me dou conta estou vagueando por pensamentos, e nossa, como isso é tranquilizante.

A calmaria no quarto me deixava viajar e a luz amarelada da suíte talvez estivesse colaborando para aquilo também. As falanges macias de Jeon transcorriam minha pele com sutileza, relaxando meus músculos tensos.

Definitivamente minha vida mudou muito nesse mês. Em primeiro de Junho era o terror daquela empresa, e faltava tão pouco para chegar no meu tão sonhado cargo, que não haviam dúvidas que em breve seria o novo presidente. Portanto, Jungkook chegou me causando um misto de raiva, inveja e surpresa. Tinha vezes que batinha aquela vontade de colocar sal no seu café, revirar os olhos ou mandá-lo tomar no seu orifício anal. 

No início, o sentimento de ódio que sentia ao olhar para Jungkook por pensar que ele havia tirado o que era meu por direito deixava-me possesso. 

Já não importava se minha mulher havia me abandonado ou se cheguei em um ponto tão crítico que necessitava de compridos para dormir ou conseguir relaxar. Apenas me importava em importunar Jeon e odiá-lo por ser tão perfeito e adorado por todos.

Mas ele também não era nenhum santo, sempre revidava minhas falas e provocações. Enquanto eu fazia o papel de estressadinho e falava o que desse na telha, Jungkook era debochado e respondia à altura, e nossa, como isso me irritava.

Depois de um tempo, as provocações faziam parte de nossa rotina, e sinceramente, eu gostava, era minha parte favorita do dia. Tomei apreço por lhe irritar quando chegava atrasado ou entregava o café do dia gelado, porquê sabia o quanto aquilo lhe tiraria do sério. 

Jungkook já acostumado com essas atitudes, fingia não se importar, mas bastava olhar alguns segundos em sua cara para ver seu descontentamento ao tomar o líquido gelado, mas apenas negava com a cabeça rindo fraco, e com aquilo eu já sabia que ele devolveria na mesma moeda mais tarde.

A COR MAIS QUENTE | JIKOOKOnde histórias criam vida. Descubra agora