ice cream (final)

16.5K 1.3K 3.8K
                                    

 Harry adentrou aquele lugar com um sorriso no rosto por saber que suas aulas finalmente haviam acabado.

E o que mais aquilo poderia significar? Férias de verão. Três meses que seriam devidamente desperdiçados da melhor maneira possível, provavelmente com Niall marcando encontros em sua casa para fazerem um duelo online no videogame dele, ou com seu namorado lhe convidando para dar uma volta ou simplesmente chama-lo para um jantar em família em sua casa.

— Vejo que está sorridente hoje. – o homem comentou, com um pequeno utensílio em mãos que servia para que Morgan pudesse decorar o topo de alguns bolinhos que havia acabado de fazer. – Posso saber o motivo?

Harry sorriu ainda mais.

— Férias de verão. Começaram hoje.

O homem deu uma pequena risada, concordando conforme sua cabeça era levemente jogada para cima e para baixo algumas vezes.

— Belo motivo. – respondeu, animando-se juntamente de Harry. – E você... Vai querer alguma coisa hoje?

O garoto dos olhos verdes assentiu, ajeitando sua mochila presa num de seus ombros.

— O de sempre, por favor.

Morgan concordou.

Vou chamá-lo.

Caminhou até a porta da cozinha interna da cafeteria, onde adentrou-a com sua cabeça, disse algo em um tom de voz relativamente alto e logo voltou-se para o lugar onde estava anteriormente, continuando com aquela sua tarefa de enfeitar topos de bolinhos macios.

Logo a imagem de Louis surgia ali.

— Oi, meu bem...

Harry virou sua cabeça na direção da voz, podendo observar um Louis à porta da cozinha onde antes estava. Suas mãos se encontravam atrás de sua própria cabeça, enquanto o rapaz tentava desatar o nó do avental que revestia parte de seu corpo.

Passou a caminhar na direção de Harry, que entendeu o recado. Logo Louis já estava de costas para o mais novo, que entre suspiros e resmungos, passou a tentar livrar Louis do aperto daquele avental que era parte de seu uniforme de trabalho.

Não demorou para que os ágeis dedos do garoto conseguissem fazer o que Louis tanto queria, tendo como consequência um atendente sorridente, no fim de seu expediente, virando-se para encarar Harry com um uma expressão alegre em seu rosto.

— Pronto. – o mais novo anunciou ao mesmo tempo em que Louis já virava seu corpo na direção de Harry. – E vê se dá um nó mais fraco da próxima vez. – alertou, apontando um de seus dedos indicadores na direção de Louis, que fingiu estar com medo da reação raivosa daquele garoto, encolhendo um pouco seu nariz e erguendo suas sobrancelhas.

Louis riu logo em seguida.

— Me desculpe. – pediu, dando um sorriso amarelo. – Obrigado, amor. – disse, antes de aproximar seu rosto de Harry e depositar um pequeno beijo nos lábios do garoto.

Harry revirou os olhos. Louis sabia que ele estava naquele momento 'estou fingindo estar bravo com você sem algum motivo aparente, então colabore com isso, por favor'. Depois de tanto tempo convivendo juntos, Louis conseguiu decifrar cada parte de Harry, assim como Harry fez o mesmo com Louis e assim como Morgan fez o mesmo com aquele casal.

— Já estão indo? – o dono da cafeteria perguntou.

Louis virou-se para encarar Harry, que confirmou com alguns movimentos de cabeça.

coffee shop // larry stylinsonOnde as histórias ganham vida. Descobre agora