CAPÍTULO 16

6 0 0

Oráculo

          O som metálico das espadas se encontrando na batalha se mistura aos gritos dos mercenários e aos ruídos das armas com alta tecnologia, que são permitidas pelo código das Casas, como os arcos de energia e as pistolas a laser. Escudos de energia protegem os guerreiros dos ataques à distância enquanto espadas seguem matando os inimigos que se aproximam.

          Em uma das Casas em Marte, construída no deserto de Nut, a guerra ultrapassa os limites da construção e segue sob a luz das estrelas brilhantes, dessa região do planeta vermelho. Embora seja uma cena de morte, um artista talentoso poderia imortalizá-la através de uma pintura belíssima. Humanos, dos dois gêneros, se enfrentando com bravura em um campo de batalha que parece ter sido desenhado por divindades.

          Uma mulher muito alta e forte vem correndo em direção à Dandara, com o rosto todo sujo de sangue, gritando como se fosse um animal feroz e girando uma lança com lâminas nas duas extremidades. Dandara fica séria, esperando o ataque. Quando a grandalhona para de girar a lança e ataca, Dandara salta, se livrando do golpe, e na descida do salto corta a garganta da giganta com sua espada, fazendo o sangue jorrar. Aquele corpo musculoso cai no chão e a guerreira tenta, em vão, deter o sangue que escorre, até que a vida a deixe. Dandara a observa por um instante, depois olha para o céu de Nut e o brilho intenso das estrelas lhe traz um momento de paz.

          Dentro da construção, Petra avança liderando um grupo de guerreiros. Eles destroem tudo que encontram pelo caminho. Em um momento de distração, enquanto matava dois guerreiros ao mesmo tempo, Petra é atingida na barriga por uma flecha de energia, que passa rasgando sua carne. Yby vê, ao longe, e faz sinal para dois guerreiros tirarem Petra da batalha. Ela sai carregada, desacordada, e é levada para a nave.

          Ao fim da batalha, a Casa de Yby vence. Todos os corpos são levados para a construção da Casa inimiga e, em seguida, Yby ateia fogo ao local. Os guerreiros seguem para a nave, alguns soldados chegaram ao local em phantons e retornam nelas. Yby observa as chamas antes de deixar o local.

          — Vamos logo, Yby... ainda faltam sete! — Dandara diz.

          — Os soldados estão cansados, mas precisamos chegar logo à próxima Casa antes que a notícia desse ataque chegue até eles.

          — Lutamos por horas, eles já devem saber... — Dandara comenta.

          — Então estão nos aguardando, não podemos decepcioná-los... — Yby diz e se afasta, seguindo em direção à nave. Dandara observa as chamas, depois segue atrás de Yby.

          — Você não pode ir, Malik... precisa ficar com Artemísia, você é o guardião dela, lembra? — Kamikia diz.

          — Dandara precisa de mim...

          — Não... é você quem precisa dela. Ela sabe se cuidar sozinha, é uma guerreira muito melhor que você.

          — Você não entenderia... Preciso ir pra Marte! — Kamikia sai da sala, Malik o segue. — Além disso, a Casa de Kûara não é mais segura para a Artemísia... Heitor já descobriu nossa localização...

          — São só especulações... Heitor espalhou essa notícia para que pudéssemos nos deslocar e, assim, ele descobriria onde estamos. Não há o que temer, Heitor ainda desconhece nossa localização.

          — Mas saberá assim que suas tropas chegarem a Marte... e isso não irá demorar, pois Yby já começou a atacar os aliados dele. — Malik diz. Kamikia para de uma vez e olha para trás.

          — O que fará com Artemísia, então? — Kamikia pergunta.

          — Você pode me ajudar nisso...

          — Como?

          — Meu tio está em Titã, foi para lá para participar de uma reunião entre os sábios de Apolo. Enquanto todos os sábios estiverem reunidos, Titã será um lugar intocado... mesmo que Heitor descubra o paradeiro de vocês, ele jamais conseguirá se aproximar do local. Leve Artemísia para lá, agora!

          — Isso é loucura, Malik... sou o líder desta Casa, estamos de partida pra Marte...

          — Não se preocupe com isso, sou seu braço direito, lembra? Posso liderar a Casa nas primeiras batalhas em Marte. O confronto principal entre as Casas não acontecerá lá, pois ao perder os aliados em Marte, Heitor buscará reforços em outras regiões de Apolo e quando ele encontrar, precisaremos de você, mas isso vai demorar um pouco. No momento, preciso ir pra Marte. Proteja Artemísia em Titã e o destino cuidará do resto... — Kamikia fica intrigado.

          — Ei! Você sabe o que irá acontecer... consultou algum oráculo? — Kamikia pergunta.

          — Sim. Confie em mim... se fizer como estou dizendo, tudo se acertará em breve. — Malik diz como se estivesse implorando. Kamikia, ainda desconfiado, fica calado, como se estivesse avaliando a situação. Mariah se aproxima.

          — Kamikia... a nave está pronta!

          — Surgiu um imprevisto... Malik irá no meu lugar. Informe às tropas, Mariah...

          — Ok! Vamos, Malik, não podemos esperar mais... Marte está em chamas! — Mariah diz, enquanto puxa Malik pela mão.

          Kamikia segue para o alojamento dos novatos.

          — Ei, onde está Artemísia? — O líder de Kûara pergunta a um garoto.

          — Na biblioteca.

          Na biblioteca, Artemísia está deitada, lendo a tela holográfica de seu bracelete.

          — Hum... que coincidência! — Kamikia diz, abaixado, observando a tela de leitura. Artemísia sorri.

          — Me desculpe, não vi você se aproximando...

          — O que descobriu sobre Titã?

          — Comecei a ler essa parte agora...

          — Bem, pode fechar o arquivo, você irá conhecer Titã pessoalmente!

          Após a batalha na segunda Casa, as tropas de Yby seguiram para um esconderijo. A notícia dos ataques se espalhou e guerreiros das Casas aliadas de Heitor destruíram a construção onde ficava a Casa de Yby, como ela já esperava. Ao saber da notícia de que a casa estava vazia, Heitor se irritou e ficou mais transtornado com a informação de que forças aliadas de Yby se dirigiam para Marte. Heitor decidiu aguardar antes de ir para o planeta vermelho com suas naves. As Munakata foram orientadas a cessarem os ataques, por enquanto. Alguns aliados de Heitor, em Vênus, começaram a desconfiar de sua lealdade. O clima ficou mais tenso ainda entre as Casas.

          — A Casa de Kûara já está a caminho! — Dandara diz.

          — Ótimo! O Sol já está nascendo, atacaremos ao meio dia... — Yby diz, Dandara concorda. — E como está Petra?

          — Já se recuperou... O corte não foi profundo!

          — Excelente! No próximo ataque iremos nos dividir... Petra atacará comigo e você irá liderar tropas junto à Casa de Kûara...

          — Sim senhora! — Dandara diz, em tom descontraído. Yby sorri.

          — Até o fim da noite de hoje, as Cinco casas restantes estarão destruídas... — Yby diz, com expressão séria.

~

My Light Novel - Seu cantinho de leitura novel!

www.mylightnovel.com.br

ArtemísiaLeia esta história GRATUITAMENTE!