CAPÍTULO 24

1 0 0

O Templo de Artémis (Parte 2)

          Yby rasteja para pegar a relíquia, que caiu perto dela. Dandara e Petra se levantam, meio atordoadas. Yby se concentra e consegue a ajuda de Athena, que logo ao tomar o corpo da mortal, recupera sua energia vital e de suas aliadas. Athena gera uma aura protetora em Dandara e Petra, lhes garantindo mais força e auto cura.

          Hana para e atira flechas na direção de Yby. A deusa materializa um escudo e se protege, enquanto corre em direção às Munakata. Petra e Dandara se juntam a ela. Issa e Eiko esperam as rivais se aproximarem. A neblina, sobre o solo escuro da Lua, completa a clima de terror do momento.

          Petra e Yby seguem à frente, Dandara pega o bastão de seu arco de energia e dá cobertura com suas flechas. Athena potencializa a energia do arco de Dandara.

          — Deixe a vadia do chicote comigo. — Petra diz a Yby, então se apressa, com toda sua fúria, em direção à Eiko. Athena choca sua espada com a espada de Issa.

          — Hum... uma deusa! Sensacional! — Issa sorri, enquanto Athena a guerreira.

          Athena leva Yby para outra dimensão.

          — Nobre guerreira, como está de posse da Relíquia dos Deuses, você pode invocar o poder de qualquer divindade feminina, mas tenho que lhe alertar que sua oponente tem o dom de assimilar técnicas de qualquer um que lute com ela, assim, lutar contra divindades só a tornará mais forte e habilidosa.

          — Compreendo... mas que chance uma mortal teria contra seres divinos?

          — Contra nós, nenhuma, mas contra um avatar ela pode vencer, ainda mais que você é um avatar inexperiente, que não tem o conhecimento necessário para tirar o melhor proveito de sua condição. — Yby fica pensativa. — Entenda que, se ela vencer após lutar contra um avatar, tudo que aprender na luta fará dela uma guerreira praticamente invencível.

          — Que chance tenho lutando com minha própria consciência?

          — No momento, sua chance é muito grande, pois, além de ser uma oponente à altura da jovem Munakata, ainda poderá contar com minhas bênçãos, mas, se lutar com a minha consciência, ou seja, como um avatar, sua oponente se tornará cada vez mais difícil de ser vencida.

          — Então as bênçãos permanecem... como o escudo e as auras de proteção e cura?

          — Sim.

          — Obrigada, grande deusa! Posso assumir a luta então.

          Athena se transforma em luz e a consciência de Yby retorna ao mesmo momento em que a deusa interrompeu a luta. Para as Munakata, não passou mais que um segundo.

          — Vou gostar de aprend... — Issa fica séria e analisa Yby por um instante. — Hum... vejo que a deusa não quis compartilhar seus dons comigo. Melhor... agora posso acabar com você mais rápido.

          Issa ataca com a espada, Yby se defende e chuta a Munakata para longe.

          — O que foi? Não consegue se garantir sem a deusa?

          Yby fica enfurecida e ataca rapidamente sua oponente. A espada de Yby corta a carne de Issa em diversos pontos. A Munakata se assusta com a velocidade dos golpes e chuta Yby para longe. Ofegante e assustada, Issa tenta compreender o que aconteceu.

          — Fui rápida demais pra você? Tenho golpes mais lentos, se preferir, mas aviso... eles são fatais.

          Issa olha para Yby com ódio.

          Dandara se cansa de somente bloquear os ataques das flechas de Hana, então atira suas flechas enquanto corre em direção à inimiga, quando vê Petra lutando contra Eiko, Dandara atira três flechas para frente e três na direção da Munakata do chicote.

          Hana tenta defender Eiko, lançando flechas para desviar as flechas inimigas, então rola no chão para não ser atingida pelo ataque de Dandara, que aproveita a deixa para avançar mais rápido em direção a ela.

          Quando as flechas de Dandara são atingidas pelas de Hana, uma delas se duplica e acaba atingindo a perna de Eiko. Petra aproveita a distração de sua oponente para avançar e quando Eiko tenta atacar com seu chicote, tem a mão cortada pela lança de energia de Petra, que usa um bastão com lanças nas extremidades. Sem o chicote, e sem uma das mãos, Eiko fica em desvantagem em relação à general de Yby. Petra encolhe seu bastão e o guarda na cintura.

          — Não seria justo você morrer sem uma luta digna.

          — Vou te matar, sua maldita. — Eiko diz com ódio e ataca Petra, com um golpe no peito, usando sua mão. Petra sente o impacto do golpe e é jogada no chão.

          Petra se levanta rapidamente e observa Eiko tentando pegar o bastão de seu chicote. Petra balança a cabeça, em reprovação, então aciona as lanças de seu bastão e o arremessa em direção à Eiko. Quando a Munakata toca em seu bastão no chão, a lança de Petra atravessa seu coração. A general de Yby se aproxima da Munakata que agoniza no chão, enquanto o sangue escorre de sua boca.

          — Se tivesse lutado com dignidade, talvez teria vivido pra contar por aí que você matou Petra, mas você prefere se esconder atrás do seu chicote, fique com ele... pra sempre. — Petra pega no bastão de sua lança e desliga os lasers. Os olhos de Eiko ficam parados, abertos, e sua respiração cessa. Hana e Issa sentem a perda da irmã.

~

My Light Novel - Seu cantinho de leitura novel!

www.mylightnovel.com.br

ArtemísiaLeia esta história GRATUITAMENTE!