Capítulo II : A fun ride

3.8K 190 2
                                    

Cheguei ao shopping e fui direto ao lugar onde combinamos de nos encontrar. Apesar de ser uma quinta feira de manhã o shopping estava bem movimentado, cheio de crianças, adolescentes e adultos, das mais variadas formas e raças. Continuei andando e logo avistei Camila, ela estava tão fofa, com seus cabelos castanhos soltos caindo sobre o ombro, usando um vestido vermelho curto com bolinhas brancas, uma sapatilha também vermelha e com uma maquiagem que realçava seus lindos olhos castanhos.

— Oi, tudo bem? Meu Deus mas que garota linda – disse enquanto a abraçava.

— Oi amor, eu estou ótima e você? Não parece muito bem, essa sua carinha...

— Ah, acho que não consigo esconder nada de você, problemas com minha mãe de novo.

— Gostaria de falar sobre isso? – perguntou-me enquanto passava seus dedos finos e gelados pelo meu rosto.

— Não, a única coisa que quero fazer é me divertir e esquecer tudo.

— Então, preparado para a melhor manhã de todas? – disse enquanto abria um lindo sorriso.

— Vamos lá!!

Ela me segurou pela mão e me puxou, levando-me de loja em loja, sempre me perguntando "O que achou?", " Essa roupa me deixou gorda ou ainda mais magra?". Acho que entramos em todas as lojas umas três vezes, e todas as vezes saíamos com mais sacolas do que quando entrávamos. Era incrível como nos dávamos tão bem um com o outro, rimos tanto sobre piadas bestas, pagamos micos, mas sempre juntos.

Quando sentimos um pouquinho de fome já era 13:30, concordei em comer em um restaurante mexicano, mesmo querendo comer um McDonald’s ou Burger King. Sinceramente fiquei assustado com o tamanho do meu prato, tinha um pouco de tudo, o que deixou meu prato gigantesco. Depois de comer e comentar sobre os garotos que estavam olhando para Camila, chamei-a para ir à livraria comigo.

— Tudo bem, você já foi comigo em tudo, nada mais justo do que fazer o que você quiser agora – disse ela meio sem jeito.

— O que eu quiser? – disse enquanto abria um sorriso safado para ela.

— Para com isso Law, seu safado, sabe que sou difícil. - caímos  na gargalhada.

Arrastei ela para dentro da livraria, mesmo com ela insistindo em me esperar do lado de fora. Olhei tudo umas 2 vezes e decidi comprar o livro mais gay do mundo, A Culpa É Das Estrelas, que no caso foi a Camila que sugeriu.

— Law, vamos ao cinema? Soube que está passando um filme ótimo, vamos por favor, por favor!

— Mas preciso voltar pra casa...

— Ah por favor, mais 3 horinhas  não vai matar ninguém.

— Está bem – falei como quem perde uma discussão.

Compramos as entradas de última hora pra sessão que já ia começar, o filme se chamava " Será Que? ", pra falar a verdade não prestei atenção no filme, pelas partes que assisti deu pra perceber que falava sobre dois amigos que se gostam e apesar de tudo acabam se casando. Enquanto caminhávamos para a saída do shopping, Camila segurou em minha mão e fingiu que éramos um casal, só para ver a reação das pessoas, alguns nos olhavam com admiração, outros pareciam estar com inveja e algumas pessoas simplesmente ignoravam a gente.

Pegamos um táxi juntos, acabei descendo primeiro mas deixei paga a viagem toda, entrei e fui direto pro jardim, me sentei no chão e fiquei observando os beija-flores, as borboletas e as belas flores que ali cresciam, mas meu momento de tranquilidade acabou no momento em que meu celular tocou.

The girl of your dreams - Camren (Hiatus)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora