🇧🇷Capítulo 7🇧🇷

6.4K 912 2.4K
                                    

Heyy, esse é o sétimo capítulo de Brazilian soul, muito obrigada a todos que estão acompanhando e divulgando essa fic, isso me ajuda demais, vocês são incríveis!💖

Não esqueçam de
COMENTAR e VOTAR
no capítulo, isso incentiva muito <3

E vamos as marcações de agradecimento a >algumas< pessoas que interagiram com o a última atualização:

sunbrave_ Moonna302 melissaxxxdd poitydan jessiesgirl2804 niallsbitch5 tommo28sksksk louielittlebabe lwtx91 sunriseihl withlvtolouis ladyxx__ filhadelarryeziam kayvitoria21 D_Larry_1d -Serenditipy- _itswalls_

boa leitura XOXO
~~••~~••~~••~~~~••~~••~~••~~

Harry precisava consertar algumas coisas com uma certa garotinha. O cacheado pulou do carro com as três sacolas de brinquedos nas mãos que havia comprado no shopping, indo em direção a barraquinha que tinha visitado com Louis uns dias atrás. Ela teve uma atitude péssima, e precisava pedir desculpas.

O pai da garotinha estava lá e a menininha também, ambos sentados em suas respectivas cadeiras encarando o movimento tristemente.

-Oi, boa tarde.- Harry falou um tanto quanto tímido, vendo o cara se levantar.

-Você de novo? Para mim já tinha se contentado em insultar a minha arte da primeira vez.- O homem falou mudando seu semblante avoado e entristecido para um irritado.

-E-eu, olha, m-me desculpa.- Harry falou olhando pro cara nervosamente. -Eu não sabia que você ia se sentir ofendido com o meu comentário naquele dia.

-Não sabia? Você pensou que eu ia gostar do que você falou?- O homem falou debochadamente. -Essa é a minha forma de sobrevivência. Se você não curte, só não falar nada, a minha filha não gostou do que você disse.

Harry desviou o olhar do cara para a  menininha, ainda sentada no banco com um olhar beirando ao triste para Harry, o cacheado sentiu seu coração pesar mais um pouco ali.

-Me desculpe, eu sou um sem noção, me perdoe mesmo.- Harry falou com o homem, que cruzou os braços, perguntando implicitamente se Harry já tinha acabado. -E-Eu trouxe um presente.- Harry falou baixo. -Alguns, na verdade.

-Presentes?- O cara perguntou enrugando a testa.

-Sim, para sua filha, eu fui mal com ela.- Harry disse. -Posso?

-Aham.- O cara falou desconfiado para Harry, que agachou para ter um alcance melhor da garotinha e mesmo assim ficou maior do que ela.

-Oi pequena, como você está?- Harry perguntou, e não recebeu respostas, a menina simplesmente desviou o olhar. -Olha, eu sei que fui um cara mal, mas não foi a minha intenção te chatear, eu sou um sem gosto por ter falado mal das pulseiras do seu pai.- Ela encarou o cacheado por alguns segundos, logo desviando o olhar novamente, com um bico, "garotinha de personalidade forte" pensou ele.

Brazilian soulOnde as histórias ganham vida. Descobre agora