Capítulo 12 - Surpresa (Parte 1)

1.8K 278 22
                                    

Hoseok sorriu enquanto observava como o peito do mais velho subia e descia. Tinha pegado o hábito de todas as manhãs ficar admirando-o adormecido. Yoongi parecia um anjo, tão pacífico que apenas sua presença o dava um efeito calmante. Ainda não conseguia acreditar que o homem que odiou antes e que o fez chorar várias vezes, seria justamente o que o salvaria em seus dias mais sombrios. O homem, que pensava ser um demônio, era na verdade seu anjo disfarçado.

Se apaixonava cada vez mais por ele a medida que os dias se passavam. Com Yoongi, se sentia confiante para enfrentar o futuro e ignorar o que quer que as pessoas falassem sobre. Entretanto esses dias tinha notado que o médico parecia estar preocupado com algo; ele estava presente mas, sua mente parecia estar flutuando em outro lugar. Também tinha o flagrado falando com alguém ao telefone e seu coração apertou quando o ouviu dizer: "Por favor, mantenha isso em segredo."

Hoseok queria perguntar o que havia de errado. Era assustador saber que o Min estava escondendo segredos dele. Será que tinha mudado de idéia? Já estava contando os dias para sua cesacesariana e a mudança repentina de comportamento do loiro o preocupava a mesma medida que o assustava.

Yoongi tinha parado de fazer amor consigo. Agora só recebia beijos nos lábios ou bochechas antes de o médico ir trabalhar ou antes de dormirem. Ele também estava voltando para casa tarde da noite e isso o fazia se perguntar o que tinha feito de errado. De repente, se lembrou do que ouviu na primeira conversa ao telefone deles.

"Eu vou cuidar de você de agora em diante. Estarei com você até o parto do seu filho e então depende de você ficar comigo. Não me trate como seu médico e também não irei tratá-lo como meu paciente, uma vez que você aceitou minha oferta para se tornar seu amigo."

Uma lágrima solitária escapou dos olhos de Hope. Amava o médico, e ele também disse que o amava. Então por que estava se comportando assim consigo? Sentia falta de Yoongi. Tanta que até doía.  O que tinha acontecido? Tinha feito algo de errado para fazê-lo agir assim?

O ruvio enxugou as lágrimas enquanto se levantava lentamente da cama. Ele parou um pouco e fechou os olhos com força,  tentou inspirar e expirar pelos lábios enquanto sentia uma dor aguda na parte inferior do abdômen. Droga, estava  acontecendo novamente! Na primeira vez, pensou que o bebê nasceria na hora, mas Yoon o tinha assegurado que estava apenas experimentando um falso trabalho de parto e que a dor diminuiria se descansasse e se deitasse.

Depois de uns minutos, finalmente pode respirar aliviado quando a dor realmente diminuiu e conseguiu sair da cama. Estava planejando fazer pelo menos um café antes do loior ir para o hospital então depois de fazer sua higiene foi direto para a cozinha. Ele agarrou a panela e começou a preparar as coisas que iria precisar quando sentiu um par de braços o acolhendo por trás. Seu coração começou a dar algumas cambalhotas com o contato.

— Bom dia amor. — a voz baixa e ainda sonolenta do Min o cumprimentou.

Hoseok fechou os olhos enquanto se deixava afogar nos beijos leves que ele depositava em seu pescoço. Oh Deus! Sentia falta desses gestos doces. Tanto que nem percebeu quando novas lágrimas repentinamente escaparam de seus olhos fechados.

Yoongi viu quando uma única lágrima caiu  pela bochecha do ruivo. Imediatamente virou o rosto dele em sua direção e cobriu seus olhos fechados com beijos delicados.

— Yoon, você ainda me ama?

Ele parou de beijar as pálpebras do grávido ao se surpreender com a pergunta repentina que havia sido feita, sorriu e acariciou suavemente a bochecha fofa com o polegar.

— Abra os olhos, Hobi. Olhe para mim.

Hoseok o fez e viu o rosto de loiro a meros centímetros de distância dele. Yoon estava sorrindo amorosamente e isso fez seu coração bater mais forte.

— Eu te amo. Nunca vou me cansar de dizer e mostrar isso para você. Por favor, não duvide do que eu sinto por você.

— Mas nos últimos dias você estava agindo de forma diferente. Estou com medo de que você... n-não me ame mais. — Hope disse entre soluços.

Yoongi riu, o que lhe rendeu um adorável beicinho de  seu namorado. Ele bicou aqueles lábios carnudos e olhou novamente para o rosto adorável de Hobi.

— Caso não saiba, estive secretamente observando-o enquanto você admirava meu lindo rosto todas as manhãs.

O Jung arregalou os olhos e o sangue logo correu em direção ao seu rosto. Tinha sido pego e nem se tocou!

— Eu sou tão irresistível, Hobi? —  Yoongi o provocou e jurava que suas orelhas agora combinavam perfeitamente com as cores de suas bochechas. Ele rapidamente evitou os olhos provocadores. 

— É sua culpa por me fazer sentir sua falta. — disse em um sussurro, mas o Min tinha ouvido tudo claramente.

— Não se preocupe. Depois que tiver nosso filho, eu vou compensar você muito bem.  — Yoongi brincou enquanto se inclinava em direção ao ouvido alheio.— E talvez possamos ter outro filho depois disso.

Hope atingiu-o com um tapa no peito levemente.

— Pervertido!

— Só com você, amor.

Ele estava prestes a capturar os lábios de Hoseok em outro beijo, mas este o empurrou.

— Ainda não me disse o verdadeiro motivo pelo qual está se comportando de maneira diferente comigo nos últimos dias. Você está escondendo algo de mim, Min?

Hoseok perguntou tentando ser forte com qualquer coisa que o loiro confessar a ele.

Yoongi piscou e olhou para seu namorado em descrença. Se sentiu como se estivesse sendo julgado e antes que pudesse sequer se defender, o grávido disparou a falara;

— Por quê, Yoongi? Você mudou de idéia? Percebeu de repente que estar comigo é errado, que aceitar meu bebê foi a pior decisão que você já tomou?  Finalmente encontrado alguém qu-

— Hobi. — ele gesticulou com a mão para impedir o ruivo de continuar seu discurso. — Do que está falando? Em primeiro lugar, não, eu não mudei de opinião. Por que eu deveria? Meu coração é um só e você está nele desde o início. Em segundo lugar, nunca me arrependi de estar com você e aceitar seu filho. Aliás, nosso filho. Vocês são as melhores coisas que me aconteceram. — o médico pegou a mão menor e colocou-a em seu peito.  — Jung Hoseok...Talvez eu fosse um covarde antes, mas agora estou disposto a fazer qualquer coisa para que você sinta o quanto significa para mim. Não sabe o quanto desejo toma-lo novamente e sentir seu corpo contra o meu. Mas tenho que conter meus desejos porque você logo dará à luz ao bebê, e seria prejudicial se eu cedesse.

Então era isso? Yoongi evitava tocá-lo e fazer amor porque estava com medo de machucá-lo?

— Eu sinto muito. — o Jung sussurrou, se sentindo estúpido por ter pensado mal.

— Desculpas não aceitas.

— Uh? — olhou para o mais velho com um beicinho nos lábios. Este que sorriu para ele. Oh! Esse sorriso de novo. — O que posso fazer para que você me perdoe?

Yoongi agarrou sua cintura  e o puxou em sua direção.

— Me beija.

Hope agradeceu e capturou os lábios dele em um beijo calmo.

—  Mas eu ainda não te perdoei ruivinho.   — o médico tentou soar como se ainda estivesse com raiva, quando na verdade estava apenas brincando com o outro. — Vem, vamos tomar um banho. Iremos para um lugar.

Yoongi disse enquanto agarrava a mão dele e se dirigia para o quarto.

— Você não vai trabalhar hoje? — Hope perguntou enquanto começava a se despir.

— Não. — ele respondeu enquanto admirava a nudez do mais novo. — Tenho uma surpresa para você.

Uma segunda chance ao amor (Yoonseok/Sope)Onde histórias criam vida. Descubra agora