x 10 x

2.2K 209 11
                                    

X Lisa on X

  A aula passou muito rapidamente, e, por mais que eu tentasse, não conseguia prestar muita atenção devido ào fato de eu estar super animada.
  No final da aula, o professor me chamou:
- Lalisa. Você é uma menina ótima, talentosa, e, se o que eu acredito estar certo, muito esforçada.
- Sim, senhor... - me dei conta de que não sabia o nome dele.
- Taeyang - disse ele.
- Sim, senhor Taeyang - concordei.
- Tenho uma proposta à lhe fazer - ele ia dizendo. Começou a andar, me acompanhando até a saída - Você acha que é responsável o suficiente para ser líder da turma?
  Fiquei um pouco surpresa com a proposta. Nunca havia liderado nada.
- Ahn... Acho... Que sim - disse eu. O professor Taeyang sorriu.
- Maravilhoso! - ele falou, parando de andar ao cegarmos na porta - Agora, toda sexta à tarde você irá se reunir com os outros líderes. Qualquer dúvida que você tiver, pergunte a Hanbin, aquele que estava no seu teste. Tenho certeza de que ele vai te ajudar.
- Obrigada senhor Taeyang - agradeci.
  Ele me liberou e eu parti em direção ao prédio de artes cênicas, iria encontrar Jisoo no caminho.
- Lisa! - ouvi uma voz feminina me chamar, olhei para a esquerda e vi Jisoo vindo em minha direção.
- Unnie! - corri até ela e descontei toda a minha animação em um abraço apertado - Eu estou tão feliz, unnie! Tão feliz!
- N-nossa... Você está mesmo feliz... Até me chamou de unnie. - disse ela, olhando para mim e sorrindo
- Me desculpe, sunbae... - disse me separando do abraço, pensando que havia passado dos limites de nossa intimidade.
- Não precisa pedir desculpas dongsaeng. - ela me abraçou de novo. Saímos em direção ào nosso prédio, de braços entrelaçados - Agora, me conte, como você está no ranking?
  Contei para ela sobre minha posição no ranking e a minha proposta para líder. Jisoo ficou felicíssima, disse que estava orgulhosa de mim.
  Ao chegarmos no dormitório, Jisoo fez uma pergunta que eu procurava evitar:
- E você já falou com os seus pais?
  Paralisei. Havia evitado de todas as maneiras pensar na minha família e em meu passado, mas essa pergunta me deixou realmente triste, fazendo meus olhos se encherem de lágrimas.
- Lisa...? O que foi? - Jisoo me perguntou, colocando a mão em meu ombro.
- Nada unnie... - respondi, tentando disfarçar as lágrimas
- Fale para mim Lisa - ela insistiu.
- Não unnie, é sério, eu...
- Você pode me contar...
- EU NÃO QUERO FALAR!
  Após o meu grito, vi o rosto de Jisoo ficar com uma expressão triste, me senti culpada.
- Desculpe Lalisa, eu realmente não... - a interrompi, abraçando-a e chorando em seu ombro.
  Contei à ela tudo o que havia acontecido. Ela me reconfortou, e disse que iria me ajudar no que fosse necessário. E, quando eles viessem, iria me proteger a qualquer custo.
  Naquele momento, senti que poderia realmente confiar em Jisoo, senti que havíamos construído, a partir de agora, um vínculo familiar de duas pessoas. Jisoo seria a irmã mais velha que eu nunca tive, ou melhor, a irmã que eu sempre quis ter.

Voltei :)
Vcs notaram q nessa fic tem a negada toda da yg??
Pois é
Nem sou yg stan
Nem um pouco
...
O que será que tem a família da Lisa? Por que "a irmã que eu sempre quis ter"? Como assim "me proteger a qualquer custo"?
Hoje, no Globo Repórter
🙂✌🏻️

X Cotton Candy X Chaelisa XOnde as histórias ganham vida. Descobre agora