Capítulo 35: O casamento do Ran Min

908 112 17
                                    

Chen Wei esteve um pouco distraída. Naquele momento, o Ran Min e os homens dele desapareceram de vista, então ela propôs duas vezes ir para casa.

Pela terceira vez, Chen Rong ofereceu: "Ah Wei, vamos para casa juntas."

Chen Wei ficou entusiasmada por ouvir isso. Ela olhou para a Chen Rong com brilho nos olhos dela e respondeu rapidamente: "Sim, sim."

Enquanto ela estava sentada dentro da carruagem no caminho delas de volta, com as bochechas coradas e brilhantes, Chen Wei torceu a saia dela e mexeu os lábios um pouco antes de se virar para a Chen Rong e disse: "Ah Rong, nós somos o mesmo, eu e você."

"Por que você diz isso?" Chen Rong olhou surpresa para ela.

Os olhos de Chen Wei estavam incrivelmente brilhantes quando ela olhou para a estrada em frente e respondeu: "Você está apaixonada pelo Qilang da casa Wang enquanto eu estou apaixonada pelo general Ran." Ela piscou e então acrescentou um pouco de convencimento: "No entanto, a pessoa que você ama é o primeiro e o único Wang Qilang. Você apenas irá olhar para ele de longe a sua vida inteira. Mas eu, eu estarei me casando com o meu amor em um futuro próximo."

Sério? Chen Rong zombou silenciosamente e depois se virou para olhar em outra direção.

Chen Wei não notou a expressão dela por ela estar imersa no próprio devaneio. Só de pensar que ela poderia ver o amado dela logo, a mão dela na saia de tecido apertava a cada reviravolta de emoção.

Enquanto as duas estavam perdidas em pensamento, a voz do motorista foi ouvida de fora por elas: "Senhoritas, nós chegamos na mansão."

"Oh? Muito bom."

Chen Wei se recuperou e agarrou rapidamente a mão da Chen Rong para descer da carruagem. Porque ela pulou apressadamente, a Chen Rong cambaleou e se não fosse pela rapidez dela, a mesma teria caído no chão.

Desacelerada pela Chen Rong que quase caiu, Chen Wei soltou impacientemente a mão da prima e disse: "Ah Rong, eu irei primeiro para trocar as minhas roupas."

E depois ela foi embora rapidamente.

Cheng Rong encarou às costas da Chen Wei enquanto ela pensava consigo mesma: Ela está estranhamente impaciente. O Ran Min está vindo diretamente para a mansão Chen?

Enquanto ela se perguntava sobre essa questão, a garota foi caminhando lentamente.

As árvores altas e nuas alcançaram os céus em ambos os lados da estrada. Toda vez que o vento passava, folhas secas iriam pairar sobre o chão. Chen Rong andou pelo caminho quando de repente sentiu sentiu um arrepio. Ela puxou as mangas dela rapidamente, virou para o lado e andou na direção do limite da floresta.

A ventania presente se dissipou assim que ela entrou na floresta. Chen Rong desacelerou e deixou os pensamentos dela vagarem novamente.

Foi depois de mais de uma hora de andar sem rumo que uma explosão de risadas animadas soou de trás do jardim ornamental à direita dela. Chen Rong se voltou para o som.

Lá, a voz tímida da Chen Wei chegou ao ouvido dela: "Ran da'ge / Irmão Ran, dessa vez, dessa vez, você irá..." Ela estava gaguejando de timidez quando a voz grave e firme do Ran Min disparou impacientemente: "Fale! Venha falar comigo quando você tiver pensado o que deseja dizer."

O tom dele era duro e irritado. Surpresa, o rosto corado da Chen Wei ficou branco, lágrimas também estavam prestes a cair.

Ran Min franziu a testa e se virou para ir ao ver isso. Chen Wei segurou rapidamente nas mangas dele, chorando. "Não, não. Eu..."

Mei Gongqing - The Bewitching CourtierOnde as histórias ganham vida. Descobre agora