Confusao

29 5 6
                                                  

Estou deitada em meu quarto, um mês se passou desde aquela noite. Não sei o que deu em mim para se entregar desse jeito, fiz coisas que jamais pensei em fazer algum dia, não em um primeiro encontro. Com Michael eu pude ser eu mesma, não precisei me esconder ou fingir ser algo que não sou... Apenas me deixei levar é como se eu já fosse dele, como se eu pertencesse a ele nos braços dele eu senti um gosto de abrigo e isso foi muito bom, mas como nem tudo é um conto de fadas eu tive que acordar para a realidade. Não adianta eu entregar meu coração a um mulherengo. Com a ajuda da Paula descobrimos que Michael é um pegador e que eu apenas fui mais uma em sua cama. Aquele dia que encontrei com ele no restaurante meu coração bateu mais forte! Estava sim com saudades dele, porém tive que controlar meus sentimentos e mostrar que sou forte. Para minha sorte meu primo estava comigo e pude dar a entender que estava acompanhada. Percebi que ele não gostou do fora; homens iguais a ele não sabem lidar com a rejeição.

Preciso tirar ele da minha mente. Sobrevivi ate hoje sem ele não é agora que vou morrer. Me obrigo a esquecer ele e tento dormir um pouco. No outro dia resolvo me encontrar com minha irmã, mesmo sendo mais nova ela tem excelentes conselhos.

-Ahh eu simplesmente não consigo esquecer ele...

- Eu detesto te ver assim. Queria poder fazer algo para te animar... Já sei! Hoje combinei de me encontrar com umas amigas e você bem que podia se juntar a nós! Vai ser bom pra você ver gente diferente.

- Com certeza... Uma velhinha no meio da garotada. - Ironizo o convite.

- Nossa! Pare o mundo! Ela é mais velha! Poh Nick você sabe muito bem que nos dias atuais não são apenas os jovens que fazem curso ou faculdade. Tem gente de todos os tipos e idades e não estou nem ai, você vai nessa baladinha e pronto! - Vendo assim ate parece com a mamãe, mas não comento nada apenas concordo e vamos.

Acabo por me divertindo, afinal não estou tao velha assim. Um cara se aproxima de mim e começamos a dançar noto que ele é da minha faixa etária e me envolvo naquela dança. Dançamos e conversamos ao mesmo tempo ate que ele me chama para darmos uma volta e eu topo.

- Nunca te Vi por aqui... Vamos para um barzinho mais tranquilo? Essa musica toda já esta me deixando louco, mal posso te ouvir. - Ele RI e eu apenas balanço a cabeça concordando.

Chegamos ao bar e começamos a conversar sobre assuntos banais aproveito para tirar mais informações sobre ele. Lucas, 28 anos, cursa jornalismo, solteiro, trabalha numa editora...
O papo esta leve e calmo. Lucas se aproxima de mim e me beija. Um beijo lento e gostoso, mas der repente sou arrancada daquele beijo e só vejo Lucas no chão e demoro um segundo para entender toda aquela confusão.

- Tire as maos dela!

- Michael pare com isso! Você esta louco? - Tento puxar Michael de cima do Lucas. Meu Deus da onde esse cara surgiu? Só pode ser perseguição!

- Nicolly como você já esta com outro? Como ?

Outro? Ah não penso duas vezes e dou um tapa nele. Quem ele pensa que é para insinuar que eu sou uma qualquer?

- Não sei o que rola entre vocês mas cara ela disse que era solteira. - Lucas se defende. Por sorte Michael apenas o empurrou, ele não chegou a bater... Digamos que fora apenas um soco.

Neste momento Michael me olha e noto uma mistura de raiva e arrependimento em seus olhos. Pra mim basta, pego minha bolsa e saio daquele local por sorte esta passando um táxi quando estou prestes a fechar a porta Michael entra com tudo joga uma nota para o motorista diz o endereço e permanece em silêncio ao meu lado.

- Quem você pensa que é para estragar minha noite e ditar para onde vamos? Eu não quero ir! Motorista para esse taxi ago...
Sou interrompida por um beijo. Tento tirar ele de perto de mim, mas não consigo.
Chegamos ao endereço apenas desço do carro e ele me leva diretamente para seu quarto.

- Posso saber o porque de estarmos na sua casa? - Só reconheço o local pois noto algumas fotografias dele.

- Eu que faço as perguntas! Dois caras Nick? Dois? Quer dizer que você curte mesmo a vida?

- Você esta dizendo que sou uma qualquer? E desde quando o maior mulherengo pode exigir algo? E desde quando temos algum compromisso? Aquele contrato diz que eu sou sua pois eu não me lembro?

- Menina não sei o que você fez comigo mas desde aquela noite eu não paro de pensar em você! Não saio mais com mulher nenhuma pois não tiro você da cabeça e toda vez que eu te encontro você esta com outro! E eu só recebo seu desprezo! Você esta me deixando louco!

Uau isso sim me deixou sem palavras. Quer dizer que eu abalei a vida dele?

- Para sua informação o cara do restaurante era meu primo e ele já tem namorada e o Lucas foi só um beijo.

- E eu o que eu sou?

Neste momento Michael se aproxima de mim e me beija e não consigo resistir e me entrego a ele, mas dessa vez não transamos feito dois selvagens e sim fazemos amor e a  minha vontade é de responder a sua pergunta e dizer que ele é o cara dos meus sonhos.


O Cara Dos Meus SonhosOnde as histórias ganham vida. Descobre agora