Beijo

18 3 0
                                                  

Dois meses se passaram e posso dizer que foram os dois meses mais tranquilos de nossas vidas. Nesta ultima semana precisei fazer uma viagem a negócios e infelizmente Nick não pode me acompanhar, ficarei fora por cerca de duas semanas. Sinto falta dela, pois sempre nos víamos e nesses 5 dias em que já estou aqui nada parece ter graça. Aqui seria um excelente lugar para conhecer novas mulheres e cair na noitada, mas meu coração já tem uma única dona e esta estando em minha vida nenhuma outra tem graça.
Hoje tenho um jantar de negócios com alguns investidores e tenho que parecer o mais alegre e empolgado com esta viagem, pois este jantar ira me render muito lucro à minha empresa.

Estamos em um restaurante muito frequentado por grandes empresários e ate mesmo artistas.  Jantamos normalmente e o assunto gira em torno de negócios. Fechamos o contrato! Quando enfim nos despedimos me sinto muito cansado e antes de retornar ao hotel resolvo pedir um drink para relaxar um pouco.

- O que um homem tão atraente faz aqui sozinho? - Uma loira vem em minha direção e senta se junto comigo.

- Não estou sozinho eu acabo de participar de um jantar, mas já estava de saída. Me desculpe.

- Que bom que já esta de saída assim o senhor pode me acompanhar ate a porta. - Ela me da uma piscadela, já conheço esse truque do "me acompanhar ate a porta" e não quero ser mal educado, mas vou leva la até a porta dispensa la. Dou passagem e ela me segue ate a porta.

- Sim claro, mas me desculpe falar... Eu já tenho compromisso.

- Nunca fui ciumenta... - E ela simplesmente me da um beijo eu tento afastar e do nada vejo uma luz, um flash, a empurro delicadamente a procura de quem tirou essa foto, mas não encontro ninguém. Aliás tem varias pessoas na porta querendo chamar a atenção da tal loira, mas nem ligo só preciso sair dali e ir para o hotel.

Tento em vão ligar para Nicolly, pois justo hoje seu telefone esta fora de área. Amanha cedo eu ligo pra ela hoje eu só preciso dormir.

Acordo com meu celular tocando. Nick, ela sempre me liga para me dar bom dia.

- Bom dia minha...

- Bom dia é o cacete! Eu te odeio! Como você pode fazer isso comigo? Seu cafageste! Você me enganou!

- Calma! Do que você esta falando?

- Do que eu to falando? Seu maldito! Sai por ai beijando mulheres na porta do restaurante e não sabe do que eu estou falando? Me esquece! Entendeu? E nem adianta se embriagar pois dessa vez você morre as minguas.

- Nick calma eu posso.... - Desligou! Ela desligou o telefone. Puta que pariu! De novo não!

Caralho eu cai nesse golpe! Como a Nick soube? Vejo meu celular tocando e rapidamente atendo.

- Meu amor eu te amo juro que sou inocente eu te amo!

- Desculpas, mas eu prefiro as morenas. - Erick brinca comigo. - Cara onde você estava com a cabeça pra beijar a modelo mais famosa da cidade do México na porta de um restaurante como aquele que você estava ontem? Cara tu é burro! Já saiu em todos os jornais. Você é mesmo um idiota ou foi o amor que te deixou assim?

- Vá se foder! Eu não beijei ninguém. Ela me beijou. Ela pediu para eu acompanha la ate a porta e la ela me beijou.

- Cara só sei de uma coisa... Tu ta fodido quando voltar. A Nick ate la já vai ter desaparecido do mapa e você vai voltar ao estado "embriagado" da sua vida.

- Erick não sei para que você me ligou, mas pegue essa sua ironia e enfia você sabe onde.

- Boa sorte amigão! Pois dessa vez você vai precisar.

Encerramos a ligação e de uma coisa eu sei, estou ferrado e álcool nenhum vai me ajudar dessa vez! Preciso resolver isso sóbrio.

O Cara Dos Meus SonhosOnde as histórias ganham vida. Descobre agora