Wish I had no expectations

31.7K 1.3K 3.4K
                                    

Eu volteeeeeeeeeei! hehe

Em homenagem a Lauren, suas fãs e claro, as leitores MARAVILHOSAS CAMREN eu escolhi esse título para o cap, até porque combina bastante kasjdnaksjdnaskjdn

Quero agradecer pelos 5K de votos e dizer que se a fanfic existe é por vocês, de verdade. Quando eu digo que comentários são importantes, eu falo sério. Não é sobre número e sim sobre a qualidade, nós escritores amamos ler o que vocês comentam, falam e suas teorias também. Obrigada de verdade por quem tira um tempo e vem admirar um trabalho meu, eu amo vocês demais!

Bom, o cap ficou gigante e choca o total de 0 pessoas kasjdnaksjdnakjd me perdoem pelos erros pq ne, daquele jeito....

Boa leitura!!

***************************************************************************************

— Bem vinda de volta, senhorita Luthor — Jess a cumprimentou com o mesmo sorriso e educação de sempre, voltando rapidamente os olhos para a figura fofa dentro do carrinho.

— Seja educada e cumprimente a Jess, filha — brincou e Lizzie encarou a secretária com curiosidade, seus olhos azuis brilhando como sempre

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

— Seja educada e cumprimente a Jess, filha — brincou e Lizzie encarou a secretária com curiosidade, seus olhos azuis brilhando como sempre.

— Pretende voltar ao seu posto em Agosto? — perguntou.

— Oh não, ainda tenho um tempo até voltar, Lizzie é muito nova e creio que a Sam jamais me deixaria tirá-la daquela cadeira — Jess riu — aliás, ela está ocupada?

— Na verdade ela cancelou as reuniões de hoje de manhã ao saber que viria — pontuou — sentimos sua falta por aqui, principalmente os estagiários do programa de bolsa de estudo.

— O projeto ainda está funcionando? — era um dos seus favoritos, especialmente porque isso significava mais tempo nos laboratórios.

— A senhorita Árias garantiu que os investidores mantivessem os créditos e temos novos participantes, dessa vez um estrangeiro se inscreveu no programa — Lena sorriu aliviada por saber que algo tão bom e tão simples ainda continuava de pé.

— Sam é realmente a alma dessa empresa — foi sincera.

— Ela é sim, mas toda alma precisa de um coração — a morena corou sem graça — devo anunciá-la antes de entrar?

— Não precisa, avisei que cheguei há alguns minutos — voltou a segurar o carrinho e o virou para a porta — aliás Kara vai chegar a qualquer instante, então deixe-a entrar.

— Certo, tenha um ótimo dia — ela acenou e desejou o mesmo.

O click da fechadura tirou a outra morena de seus pensamentos, que estavam bem longe, talvez numa ruiva. O sorriso em seu rosto foi incontrolável e ao encontrar sua amiga empurrando uma gordinha falante, seu coração saltou no peito. A L-Corp podia ser a melhor empresa do ramo tecnológico que a América tinha, desbancando muitas outras comandadas por homens que sempre menosprezavam o trabalho de mulheres fortes como Cat Grant, por exemplo. No entanto, todo o mérito vinha apenas de uma pessoa: Lena Luthor. O mais incrível era que ela mal sabia da importância que tinha para cada trabalhador ali, que reconhecia seu esforço, que conhecia bem o seu caráter e nunca julgavam suas escolhas. Lena jamais deixou de olhar por cada um deles, saber do que precisavam e defendê-los quando era preciso. Várias vezes no dia, Sam tinha que responder suas perguntas e garantir que tanto a amiga quanto a pequena Luthor estavam bem e que a CEO estaria de volta em breve.

What to expect (When you're expecting)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora