Cap 11 - Extra - Pedido

9 1 3
                                          


OI bom dia, boa tarde, boa noite!
Decidi postar um capítulo extra!
Espero que aproveitem! 


Narradora on

6 anos se passaram , Kibum , pai de Kihyun, está a um mês de se casar com a diretora Kim Dason.

Changkyun sabendo disso e muito empolgado pelo casamento de seu sogro , decide marcar um reunião para ter uma conversa séria com o mesmo.

Narradora off

Chang: " Com licença, posso entrar?"

Kibum: " Claro, querido. Diga,o que é tão sério que precisa até marcar reunião comigo"

C: " Então , é...hum... você sabe que eu e o Ki namoramos há muitos anos e .."

K: " Diga logo, não enrola , Chang"

C: " Eu estou muito empolgado com o seu casamento com a Dason , que eu estive pensando, o Ki é o homem da minha vida, por que não pedi-lo em casamento?"

K: " Changkyun, e você quer saber o quê exatamente?"

C: " Eu queria saber se o senhor aprova o nosso casamento e tentar arranjar algumas idéias pra fazer o pedido, não queria nada muito rebuscado e típico sabe? Afinal o Kihyun não gosta , então ..."

K: " Changkyun, LÓGICO que aprovo vocês dois, vocês moram juntos debaixo do meu teto há quanto tempo mesmo? Mas em relação a ideias , eu tenho algumas que sempre quis tentar fazer , mas sempre fui meio medroso pra realizar, por exemplo sempre quis fazer uma coisa meio doida, tipo , pular de para quedas, bungee jump.."

C: " Gostei do bungee jump, então me explica isso "

K; " Então é assim...."

Quebra de tempo

Changkyun: " Amor, me dá atenção!Sei que você tá atolado de trabalho agora que está administrando o orfanato e tem que tomar conta da empresa do seu pai que está na lua de mel , mas me dá amor e carinho aqui!"

Kihyun: " Amorzinho, eu estou cansado , meu pai me deixou na enrascada! Ele sabe que eu cuido do orfanato e ainda deixa a empresa comigo. Que pai que eu tenho! Mas que carência toda é essa? "

Changkyun: " Amor, o que acha de amanhã sairmos depois dos nossos trabalhos ? Você sai mais cedo do orfanato , eu me libero do consultório mais cedo e vamos aproveitar um tempinho juntos como era antigamente , hein?! Quem sabe não rola mais algo hein , amor?!"

Kihyun: " Nossa, você realmente está carente. Mas tudo bem, realmente preciso relaxar. Qual o plano pra amanha?"

C: " Talvez, um passeio , um jantar e a sobremesa?!"- Changkyun o olha com um olhar de desejo. " Mas te confirmo depois ,

K: Ok, amor"

Dia seguinte

Narradora on

Changkyun passou o dia inteiro nervoso. Não sabia se era pelo medo de altura , ou pelo medo de fazer o pedido ou ainda o medo do seu pedido de ser recusado. Sabia , que a chance de seu futuro marido ficar super puto contigo pelo susto e nem lhe dar uma resposta na hora só de raiva era imensa. Mas ele sabia que tinha que arriscar. Era o casamento dos seus sonhos que estava em jogo.

Seus pacientes estranharam a sua repentina mudança de humor, perguntaram -lhe o dia inteiro, se estava bem ou com algum problema, quando na verdade deveria ser o oposto, afinal Changkyun havia virado um ótimo psicólogo.

Faltando uma hora pra encontrar seu futuro noivo, Changkyun pegou seu carro e se dirigiu a tal ponte em que iria fazer o pedido (ou loucura, como preferirem).

Kihyun chegou pontualmente ao ponto de encontro. Ficou esperando por meia hora até ligar pra Chang.

Narradora Off

K: " Changkyun, cadê você? É sério que você marca comigo e está atrasado?"

C: " Estou não amor, olha pra cima"

Kihyun desliga o celular sem entender nada.

K: " DESCE DAI , CHANG! O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO? VOCÊ É LOUCO,??!!

E foi ai que Changkyun que fez a maior loucura de sua vida , pulou:

C: KIHYUN... EU...TE...AMO...QUER...CASAR...COMIGO?

Já no chão:

K: " Changkyun, seu idiota, maluco! Quer me matar do coração? Eu sou cardíaco! Não quero ser viúvo antes da hora, desgraça!!"

C: " Então , você aceita se casar comigo?"

K: " Claro né?"

C: " Pera, cadê? Ai meu deus..."

K: " O que foi agora, Chang?"

C: " Esqueci as alianças no paletó , no carro, vem comigo"

K: " Amor, eu realmente te amo, mas com que dinheiro você comprou as alianças?"

C: "Amor, não estraga o momento falando de dinheiro e deixa eu por essa aliança no seu dedo, por favor, quero fazer tudo direitinho"

K: " Ok. Amor, você já faz tudo direitinho. Você já me faz feliz todos os dias. Eu realmente te amo muito "

C: "Eu sei e te amo demais também. Agora posso ter a felicidade de dizer, somos oficialmente noivos."

The orphanageOnde as histórias ganham vida. Descobre agora