Introdução

76 7 8
                                    


"A emoção mais antiga e mais forte da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais forte de todos os medos é o medo do desconhecido."

                                                                                                                                                                 H.P.Lovecraft

Nos consideramos formas de vida complexas, nossas emoções e poder de decisão, nos torna diferente de outros animais que convivem conosco no mesmo planeta. Estamos no topo da cadeia alimentar, somos fortes, numerosos e tecnologicamente avançados. Esta é nossa crença limitante.

Por que não fazemos uma exercício interessante, fechemos os olhos e imaginemos o espaço profundo, as infinitas estrelas que nos rodeiam, a escuridão densa - o que existe lá fora? - e se não estivermos sozinhos? Estamos muito acostumados a imaginar como seria a vida fora da Terra, as obras de ficção cientifica buscam colocar rostos e formas a existência extraterrena. Os homenzinhos verdes de Marte ou seres humanoides altos e elegantes, nosso imaginário está repleto de referencias que nos e dada pela literatura, quadrinhos e cinema, mas... e se a verdade que está lá fora, for muito mais sombria? E se o que tiver nos espreitando nos confins do universo não seja amistoso? Não seja compreensível para nossas mentes limitadas? O que faríamos se a nossa existência fosse apenas um grão de areia no meio de um panorama cruel, dominado por entidades incompreensíveis para nós e que seu simples vislumbre nos leve a loucura? Podemos não estar sozinhos no universo como muitos acreditam.

Esta coletânea de contos pretende explorar estes elementos anómalos a nossa realidade, fatos inexplicáveis, criaturas incompreensíveis, mergulhando você leitor, lentamente em um furacão impiedoso, onde até mesmo suas próprias crenças serão profundamente questionadas, seus medos mais ocultos serão expostos, sua fé será posta a prova.  Você irá suportar dar uma olhada no que se esconde atrás do véu da realidade? Se tiver coragem, eu lhes convido a ler estas páginas com muita atenção.

Sejam todos bem vindos e abracem a insanidade.

Sejam todos bem vindos e abracem a insanidade

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.
A Cor e outros Contos InomináveisOnde as histórias ganham vida. Descobre agora