1.0 (Parte II)

1.4K 98 21

"Mery." digo ofegante quando adentro por minha sala.

"Me conta como foi o sex..." ela para a frase quando um Andrew sorridente aparece no escritório também e nós duas coramos.

"Não me digam que vocês estavam falando sobre o meu se...." começa ele mas eu o interrompo

"Cala boca Drew." digo e ele ri.

"Agora tenho certeza que estavam." diz

"E olá Mery. Cuide bem da minha garota por mim,OK? " diz ele e Mery assente.

"Não quero te atrapalhar mais. Estou indo amor. Devo te buscar?" pergunta ele.

Eu devia falar não. Mas como sempre falo a coisa errada eu murmurei um "sim" bem animado.

"Eu te levo até o elevador." digo e saiu da sala com ele.

"Drew." começo. " Temos que fazer algo para ajudar a sua mãe. " murmuro e ele suspira e assente.

"Que tal um cinema?" murmuro e sorriu pra ele.

"Se você está dizendo,deve ser uma boa ideia." diz e ri.

O elevador demora a chegar,e então Andrew me beija,quando ouvimos o som do elevador abrindo nos separamos e vemos um James um tanto irritado sair dele.

"Até,amor." digo e dou mais um selinho em Drew.

Na volta à minha sala vejo Meredith sair apressada e vou até ela.

"Bom,seu novo chefe me botou pra correr de sua sala. Ele não parecia nada amigável, porém era gostoso demais. Estou indo,e depois quero um relatório sobre sua noite divina." diz me dá um beijinho e saí antes que eu possa processar o que ela disse.

James a fez sair de minha sala? Por que ele faria isso?

Espera...

Novo chefe?

E quando volto a minha sala vejo uma movimentação totalmente estranha.

"Você não ouviu,menina? O novo chefe está nos chamando para a escolha do(a) novo(a) secretário(a) pessoal dele. Todos devem estar presentes. Vamos." diz Dona Neusa e literalmente me puxa até o local onde está a bagunça.

Dona Neusa é uma mulher de uns 56 anos,loira,bonita e beeeem animada.

Chegando lá vejo mulheres retocando a maquiagem,o cabelo,a roupa,fofocando,e alguns homens entediados ,e alguns gays fofocando também.

Logo James chega com a pior cara fe bravo do mundo,que por incrível que pareça o deixa ainda mais sexy e másculo.

"Todos em fileira." diz ele e Camila que estava a seu lado se junta aos outros que estão fazendo a tal fileira.

Ela sorri tanto que parece ter saído de propaganda enganosa de pasta de dente.

Suspiro e vou até o final da fileira e me coloco lá.

Que coisa mais ridícula.

E então todos me olham estranhamente.

Meu Deus. Eu disse isso em voz alta?

Eu devo estar querendo mesmo perder meu emprego.

James dá um pequeno sorriso de deboche.

"Como todos sabem,preciso de um assistente pessoal,e é por isso que estão todos aqui,se eu disser não, a pessoa se retira e se eu disser sim ela se muda para o meu setor. Vamos acabar logo com isso." diz ele começando do lado oposto da fileira.

UFA,não tem como ele chegar em mim sem ter falado sim pra alguém.

Ouço uns vinte nãos enquanto fico olhando para o meu esmalte vermelho perfeito,e quando menos espero ele diz um sim.

Olho para o local em que ele se encontra e ele está parado na minha frente com uma sobrancelha erguida.

"E-eu?" pergunto e ele assente e sorri.

Ainda vou morrer por ele sorrir assim.

O pessoal bate palmas e me dão parabéns. Não sei porque,eu daria tudo pra continuar no meu lugar quieta,e se possível, bem longe de James Ford.

Olho para o lado e vejo uma Camila vermelha de raiva.

"Vamos." murmura James.

Bom,a partir de hoje eu ficarei sentada numa mesa perto da porta de James,atendendo pessoas que querem falar com ele,pessoas que querem vê-lo, etc e tal.

"Na minha sala,Senhorita Ferrari." diz ele e eu caminho até sua sala.

Nós adentramos nela e uau,é linda. Ele senta em sua poltrona e se debruça sobre a mesa.

"Sente-se Mia." diz ele formalmente, como se isso fosse uma entrevista de trabalho.

Me sento e aguardo suas palavras por longos minutos,que pra mim mais parecem horas.

"Eu te contratei para ser minha assistente pessoal porque sei que tem que ajudar sua mãe e eu queria fazer algo sobre isso.

...

James

Fito a mulher a minha frente e penso no que falar por longos minutos.

"Eu te contratei para ser minha assistente pessoal porque sei que tem que ajudar sua mãe e eu queria fazer algo sobre isso." digo.

E também te contratei porque mesmo você tendo ameaçado fechar meu restaurante eu ainda quero que fique perto de mim.

Ela me olha,sorri e ergue uma sobrancelha.

"Então..." começa e coloca os braços sobre a mesa e se aproxima. " você me contratou por pena?" diz e sorri mais.

Seu sorriso não é o que eu queria. É um sorriso irônico.

"Não foi isso que disse. Sei que é qualificada o suficiente para fazer isso." digo tentando remendar a situação.

"Vai dizer que também fez isso para que eu esqueça do "incidente" no restaurante?" pergunta e gargalha. Mas logo fica séria.

"Porque se fez.... Bem,o que eu disse aquela noite ainda está de pé. " diz ela e começa a se levantar para sair da sala.

"Você começa seu trabalho hoje. Lembre-se." digo e sorriu pra ela,que revira os olhos e sai batendo seus saltos no chão.

Marrenta. Essa mulher ainda vai me ferrar de todos os jeitos possíveis.

E então logo ouço uma pessoa adentrar novamente pela sala. Eu estava com a cadeira virada para a janela enorme e para a vista maravilhosa da cidade,e então sinto mãos fazendo massagem em minhas costas,e sinto uma mordida em meu pescoço.

"Mia?" murmuro baixo.

E então a pessoa vem até minha frente.

"O que disse?" pergunta Marília brava. Não. Camila.

"Disse,Mila, Camila. Continue. " digo e então ela se senta em meu colo.

...

Mia

Ainda não acredito que Meu chefe é James Ford. E ele tem pena de mim!

√√√√√√

Ladies and gentlemen ( tradução BR: senhoras e senhores) mandem nudes pra mimmm.

Meu Chefe É ( LIVRO PAUSADO)Leia esta história GRATUITAMENTE!