Capítulo Quatro

134K 8.2K 1.8K

O Colégio era realmente enorme, me perdi diversas vezes por entre aqueles corredores enormes, mas ao chegar ao lado de fora tudo melhorou. Próxima a quadra de esportes estava a pista de skate, meu primeiro impulso foi sair correndo e abraçar aquele lugar maravilhoso, mas pensei melhor, e decidi buscar meu skate para poder finalmente desfrutar da melhor parte daquele inferno.

Quando finalmente cheguei à pista novamente encontrei um garoto fazendo algumas manobras, nada que eu não conhecesse, porém ele era muito bom no que fazia. Não demorou mais que alguns minutos para que ele me visse a parasse com as manobras, fazendo com que eu fosse em seu lugar.

-Vai babar? Perguntei parando o skate com o pé e pegando-o do chão.

-Você é boa nisso Smurf! Disse ele me encarando com seus grandes olhos castanhos amendoados.

-Smurf é os cinco dedos que minha mão vai deixar no seu rosto! Falei encarando-o de volta. -Ei, você é o garoto da toalha. Concluí pensativa.

-Garoto da toalha? Perguntou rindo.

-É, o garoto que estava de toalha quando entrei no quarto. Expliquei.

-Oh sim, é, desculpe por isso. Pediu corando.

Amo constranger as pessoas!

-Sem problemas garoto da toalha! Falei começando a caminhar.

-Espera, você ja vai? Perguntou.

-Sim. Disse sem parar.

-Eu não sei seu nome, você meio que não quis e apresentar na sala. Disse bagunçando seus cabelos loiros.

-Se você estava na mesma sala que eu, porque está aqui fora? Perguntei curiosa.

-Eu perguntei primeiro. Disse com um sorriso.

-E eu não me importo! Disse sorrindo.

-Eu não sou muito fã de biologia, então quando o professor foi atrás de você eu saí da sala.

-Emily Madson, Loirinho.

-Guilherme Ryan. Falou ele me olhando de forma curiosa.

-Eu sei. Disse piscando.

-Você já vai? Perguntou novamente.

-Sim, estou com fome, aquele idiota azedo derrubou minha nutella. Falei irritada fazendo-o rir.

-Idiota azedo? Perguntou ainda rindo.

-Sim, para de rir, não sou palhaça para te fazer rir. Disse revirando os olhos.

-Ok, vamos? Chamou.

-Vamos? A onde? Perguntei.

-Até a cantina, uai. Disse me encarando e forma engraçada.

-E quem disse que você vai?

-Ah, para de marra vai, eu juro que não vou te morder! Eu sou legal, juro. Disse com um sorriso.

Revirei os olhos concordando:

-Vamos logo, estou com fome! E claro que você não vai me morder, se você ao menos tentar, eu arranco cada dente seu sem anestesia. Ameacei.

Ele caminhou até chegar ao meu lado e então passou seu braço por meu ombro.

-Que porra de intimidade é essa? Perguntei arqueando uma sobrancelha. - Pode tirar o braço, agora! Falei.

-Vamos que eu te pago um doritos. Disse fazendo meus olhos brilharem

-Tentando comprar minha amizade Ryan? Perguntei sugestiva.

S.O.S Internato: A Marrenta tá na área!!!-DEGUSTAÇÃO ||LIVRO ÚNICO||Leia esta história GRATUITAMENTE!