Capítulo 2

79 8 11
                                    

Votem e comentem, pfv🤍

Diana 🐚

________________________________

Acordei sentindo uma dor de cabeça do cão, isso porque eu não bebi quase nada.
Levantei e tomei um banho gelado, fiz minhas necessidades e me arrumei com o uniforme da escola.
Fui pra cozinha e encontrei com a Ashlley, ela tomava o café sozinha.

Diana: Bom dia, bebê. Estamos atrasadas? — puxei a cadeira sentando ao lado dela, ainda nem olhei a hora.

Ashlley: Bom dia, felizmente não estamos, pega. — me entregou um comprimido e um copo com água.

Tomei o café sem pressa, lavei o que eu sujei e fomos pra escola.

O primeiro e o segundo tempo seriam de prova, não estava preparada não, apesar de ter estudado, hoje eu não tava raciocinando bem.
Péssima ideia em sair no meio da semana, quanta burrice.

O professor entrou na sala e pediu pra guardar o caderno, a primeira prova foi a de português, não tive dificuldade nenhuma de fazer, achei de boa.

No segundo tempo foi a de matemática, conseguir fazer metade das questões, mas ainda faltava metade. Já não tava conseguindo calcular nada, minha cabeça já tava começando a doer de tanto pensar.

Olhei o relógio no pulso e vi que faltava 20 minutos pra terminar a aula, acho que não conseguiria terminar a tempo.

Ashlley levantou da cadeira e passou por mim, colocando um papel na minha mesa, peguei rápido e abrir discretamente.

Olhei as respostas atentamente e vi que nossas respostas estão iguais, as questões que faltavam eu respondi todas.

Consegui responder todas, depois que o professor saiu, eu agradeci muito a Ashlley por ter me ajudado.

Ja estávamos no intervalo, estava apenas eu e a Ashlley conversando, a Érica viu e veio sentar com a gente.

Érica: Vocês conseguiram terminar as questões de matemática? achei a prova difícil, as últimas três questões eu fiz de qualquer jeito.

Diana: Conseguimos, eu tive dificuldade nas últimas, mas a Ashlley me ajudou. — encostei minha cabeça no braço dela e sorrir.

Érica: E não me ajudaram? Ok, voltei a ser excluída novamente, tô começando a entender tudo. — levantou e saiu.

Chamei e ela nem quis ouvir, olhei pra minha amiga ao lado, ela apenas deu de ombros, fazendo pouco caso.

Ashlley: Acho que ela esqueceu que nunca fomos um trio, só nos aturamos por sua causa. Tá surtando por nada, ela mesmo já me disse que não gosta de mim.

Olhei chocada pra ela, não sabia de nada disso.

Diana: Ela disse isso mesmo? Você nunca me contou nada.

Ashlley: Não achei importante, ela disse outras coisas também, mas prefiro esquecer esse assunto. É melhor deixarmos esse assunto pra lá, não quero colocar você contra ela.

Diana: Somos amigas, vocês deveria ter me contado, teríamos resolvido isso.

Ashlley: Esquece isso, é um assunto que não me importa, de verdade mesmo.

Mesmo não gostando, eu concordei, não posso obrigá-la a nada.

Voltamos pra sala e as horas foram passando, finalmente deu o horário da saída e fomos liberados.

Avistei o carro que o Fábio sempre vinha me buscar, caminhei até lá e entrei no banco do passageiro, coloquei minha mochila no colo e me virei pra colocar o cinto.

Nosso LanceOnde histórias criam vida. Descubra agora