Eu abri meus olhos e os raios do sol já iluminavam o quarto, ferindo minha vista, minha cabeça doía e eu estava mordendo de sede, olhei pro lado me deparando com a cama vazia e eu me lembrei da noite passada, da festa, do tarado no corredor, de Zayn me salvando e depois... Droga ! A porta do banheiro se abriu me revelando um Zayn com cabelos molhados e despenteados e uma toalha branca no quadril, eu suspirei com a cena maravilhosa. - Você sempre ficar encarando as pessoas? - eu corei, e considerei sua pergunta, não querido acho que é exclusividade sua. - Não, poucas pessoas chamam minha atenção para que eu as encare. - respondi sorrindo, tentando deixar o clima mais leve depois do fiasco da noite de ontem. - Como está se sentindo? - Ele abriu sua cômoda e pegou uma cueca box, uma regata e calça Jeans, vestiu a cueca por baixo da toalha, e naquele momento eu fiquei imaginando como seria se a toalha caísse, como eu queria que ela caísse, ele riu, será que eu havia dito isso em voz alta? - Eu te fiz uma pergunta Ellena. - ah droga ! - Já estive pior, obrigada. - ele assentiu e terminou de se vestir. - Está com fome? - ele perguntou vindo em minha direção e sentando na beira da cama. - Sim, um pouco e sede também, bastante sede. - ele balançou a cabeça negativamente e respirou fundo. - Ellena, sobre ontem, aquilo foi um erro, você e eu, isso não irá funcionar, você é tão...olha eu apenas não quero mágoa-la. - seus olhos pareciam tão sinceros, ele me olhava esperando minha reação e eu apenas não sabia o que dizer, eu estava desapontada e ao mesmo tempo um pouco aliviada, ele estava indo antes que eu me ferisse, mas alguma coisa em mim queria se ferir, eu me senti rejeitada, humilhada, talvez eu não fosse boa o bastante, talvez ele quisesse alguém experiente, quem ia querer perder tempo comigo podendo ter as melhores garotas dessa escola. - Não tem nada haver com a sua virgindade Ellena, na verdade tem, mas não como você está pensando, eu só não sou homem pra você, você merece coisa melhor e não eu, não acha? - ah meu Deus, que frazesinha clichê Malik, arrume uma desculpa melhor, até que uma coisa me ocorreu...- Como sabe o que eu estou pensando? - ele arregalou ligeiramente os olhos, mas logo se recompôs. - Eu só deduzi Ellena. - ah não, não é a primeira vez que ele pergunta ou responde exatamente algo que eu estou pensando. - Vamos lá Malik eu não sou idiota, isso pode ser loucura mas você sempre faz isso. - ele desviou os olhos e logo se levantou indo até a cômoda, pegou minhas roupas de ontem. - Aqui estão, vista-se antes que o café da manhã acabe, vou leva-la até lá. - e de repente lá estava o Zayn, frio, distante e irritantemente educado, eu me levantei peguei minha coisas e fui para o banho, terminei, me vesti e vi que estava sem escova de dentes, vi a dele, ele me beijou acho que não se incomodaria se eu usasse sua escova, não é mesmo? Escovei os dentes e parei para me observar no espelho, eu era bonita, por que diabos ele não me queria? Respirei fundo e sai do banheiro.
- Eu usei sua escova de dentes, pra quem me beijou achei que não fosse se importar. - Disse e pisquei, eu não seria a coitadinha dessa história, ele murmurou um "tudo bem" mas parecia supreso, eu queria provar que eu podia ser mais, que ele é quem estaria perdendo por não estar comigo e não ao contrário, ele me levou ao refeitório sem grandes conversas. Antes de entrarmos no refeitório eu o agradeci, por tudo que ele fez por mim ontem. - Qualquer um teria feito o mesmo Ellena. -
- Qualquer um teria se aproveitado Zayn. - disse exasperada. - Eu ia me aproveitar, mas depois que eu vi que você ainda...você estava bêbada, com certeza tomaria uma decisão menos estúpida do que se entregar pra mim se estivesse sóbria. - ele disse meio rude mas logo em seguida parecia um pouco culpado até que um sorriso sacana brotou no canto dos seus lábios. - Um dólar por seus pensamentos. - Eu disse recuperando um pouco meu humor. - Eu deveria ter percebido que você era virgem antes de você dizer. - eu o olhei confusa. - Por que? - E seu sorriso se alargou, ele agora parecia o gato de Alice no país das maravilhas, ele se aproximou de mim, ficando a centímetros do meu corpo, acariciou meu rosto e logo em seguida colocou uma mecha do meu cabelo atrás da orelha e se aproximou da mesma e sussurou. - Por que você é deliciosamente apertada senhorita Willians. - Ele beijou meu pescoço e entrou no refeitório, tudo abaixo do meu ventre se contraiu, ah meus Deus ele iria me deixar louca, eu respirei fundo...duas...três vezes, tentando afastar o calor que me consumia, entrei mo refeitório e logo vi Alice e seu cabelo de fogo. Sentei na mesa e ela me cedeu um olhar de fúria. - Onde você estava? Eu e a Charlotte ficamos loucas atrás de você, você está bem? - ela também parecia preocupada. - Er...eu estou bem, um doido me atacou no corredor mais Zayn me ajudou...eu passei a noite lá. - tentei fazer a última parte inaudível, mas foi vão, Alice me lançou um olhar cheio de...pena? Ela estava com pena de mim? Será que ela estava achando que eu e o Malik...?
- Nós não transamos Alice. - ela riu aliviada, qual o problema com ele afinal? - Ele me disse coisas estranhas ontem, sobre não ser homem pra mim e não querer me magoar, eu não entendi muito bem. - disse comendo um pedaço de bacon do prato de Alice. - Se ele a avisou é porque se importa, ele não faz esse tipo romântico, mas também não é um cafajeste descarado como o Styles. -
- Antes de saber que eu era virgem ele não parecia pensar assim Alice. - eu disse um pouco exasperada. - Olha Elle, como eu já disse, o Zayn não é um completo babaca, ele sabe que se você se guardou até hoje isso é importante para você e ele acha que não merece essas coisas, essa confiança, esse privilégio, Zayn as vezes é bastante auto depreciativo. - Isso fazia agora um pouco mais de sentido. - Ele é um pouco estranho. - olhei para a mesa dos meninos e Zayn estava me olhando e imagens de nós na noite passada vieram a minha mente, eu me remexi desconfortável com a lembrança e ele tinha um meio sorriso sacana, talvez tenha pensado na mesma coisa que eu. - Ah e temos que arrumar alguma coisa para você pequena Elle. - Alice me tirou de meu transe. - Oi? - ela riu. - parece que alguém estava apreciando a vista ao invés de prestar atenção na conversa. - eu sorri sem graça. - Estávamos falando do baile de máscara de hoje. - Um baile? As pessoas ainda fazem isso? Eu ri.
- Que coisa antiquada. -
- Essa escolha é antiquada meu bem, olhe os uniformes. - nós 3 rimos.
- Devíamos arrumar um vestido pra Ellena da cor dos seus olhos. - Lottie sugeriu. - Um Azul perfeito. - ela completou. - Acho que ela talvez ficasse melhor em preto. - Alice protestou, eu não ligava para o vestido, eu só pensava que seria outra oportunidade de ver Zayn, que obviamente me disse que não era homem pra mim, mas ele não sabe nada sobre mim afinal.
Eu, Charlotte e Alice passamos o resto da manhã e tarde, resolvendo nossas roupas e nos arrumando para o baile de início das aulas, eu tinha aprendido o caminho do meu quarto até o salão, nós estávamos indo mas eu havia esquecido minha cópia da chave do quarto e ela foram na frente, estava prestes a pegar a escada quando o vi saindo do corredor dos dormitórios masculinos, ele usava um terno e estava lindo como sempre, mesmo com aquelas roupas não perdia o jeito de bad boy ou aquele sorriso que poderia deixar até o Papa de 4 por ele, eu o conhecia a dois dias e já falava como uma idiota apaixonada. - Você está incrivelmente linda Ellena. - Eu corei e o agradeci, dizendo que ele ficava bem de terno, ele me ofereceu sua mão e me ajudou a descer as escadas, no pé das escada eu acabei deixando minha chave cair, me abaixei para pegar e quando me virei ele...sumiu.

Sexy bloodLeia esta história GRATUITAMENTE!