Capítulo 1 : Apenas um lugar

140 22 11


 Olá Minhas Ciganas! Estou apresentando para vocês meu primeiro romance de época. Uma história linda e cheia de reviravoltas. Estou com muitas saudades de vocês, mas estou enfrentando alguns probleminhas de saúde. Espero que apreciem sem moderação essa degustação. A casa e O Farol já está disponível pelo Amazon! Confira!




Copyright 2018 © Danka Maia

Todos os direitos reservados

Esta Obra está registrada: 1704141715821

Nenhuma parte dessa publicação poderá ser reproduzida, seja por meio eletrônico, mecânico, fotocópia ou qualquer tipo sem prévia autorização por escrito da autora. Esta é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com nomes, lugares e acontecimentos é mera coincidência.



Ela se jogou na cadeira de madeira como se fora um travesseiro feito de penas de ganso. A carruagem não fizera bem o seu papel. Olhou tudo em volta sem curiosidade. Tirou o chapéu que ganhara dele como presente de aniversário da última vez que estiveram juntos, agora algo naquela pequena sala teve sua atenção. As lágrimas secam com o tempo. O maior músculo do corpo se cansa de contrair-se diante de tanto sofrimento. Fica o lamento: Viver ou morrer. O segundo, Amábile tentou por três vezes alcançá-lo. Por ineficácia teve que aceitar permanecer no primeiro. Mesmo tendo consciência de que viver sem Augusto seria somente existir sem vontade.

— Senhora Fontaine, onde coloco este baú?

— Ele é como eu. Qualquer lugar é um lugar. Escolha apenas um.

Amábile Fontaine

Amábile Fontaine

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


                 O cocheiro seguiu sua ordem deixando aquele e o resto da bagagem num corredor que ligava a sala ao único quarto da cabana. Terminando limpou suas mãos. A jovem senhora levantou-se da cadeira remexendo em sua bolsa de mão de onde tirou um terço dando como agrado ao rapaz que ao ver o valor da joia lançou um olhar curioso para ela.

— Aceite Amino.

— Mas isso vale muito madame.

— Concordo. Mas para quem tem razões para rezar. Não é mais o meu caso.

O cocheiro partiu pela porta com pressa. Os cavalos trotaram num arranque só levando a carruagem. Talvez o receio de que Amábile Fontaine voltasse a ideia em retomar o terço de família que um dia fora de sua bisavó. Por um momento pensou se fora mesmo uma boa ideia abrir mão da acompanhante sugerida pela madrinha para o tempo que ficaria ali, mas no segundo seguinte chegou a conclusão que a melhor companhia para si mesma era a própria solidão.

A Casa & O Farol ( DEGUSTAÇÃO)Leia esta história GRATUITAMENTE!