Capítulo 1

49 5 0
                                    

Hoje está um pouco nublado e tudo parece quieto. Que irônico, não? Ainda mais no dia de hoje. Bom, deve estar quieto porque eu não cheguei lá ainda. Ainda bem que é longe... gosto de sentir a brisa batendo no meu rosto, enquanto caminho para lá. O silêncio só completa o meu prazer. Os dias estão cada vez mais inquietos e me sinto bem por esse encontro oficial para a introdução aos Aprendizes ser na Arena Central. Ela fica no meio dos Quatros Reinos Principais, e próximo à ela está a Terra Sagrada. O que realmente está me irritando nessa viagem é essa minha bolsa enorme nas minhas costas. Por que eu peguei tanta coisa? Bom, pelo menos consegui uma caravana até a fronteira, e até que foi barato; 5 peças de prata por quilômetro viajado, nada mal. Falando em dinheiro, continuo preocupado com isso. Meu bolso vai ficar bem vazio se eu continuar sendo quem eu sempre fui. Preguiçoso, e bem gastão. Mas, nos últimos meses eu aprendi coisas que não vou esquecer, querendo eu ou não. Eu sei que eu mudei, e eu sei que vou mudar ainda mais. De agora em diante, meu valor estará na minha palavra e não no meu bolso.

Mas deixando isso de lado, de acordo com a posição do sol, está por volta das 9 da manhã... e tem ainda alguns quilômetros pra frente, uns cinco, talvez... O vento está tão bom que eu não queria sair daqui nunca. Falando nisso, acho que vou seguir o Reino do Vento quando eu me formar. Nada particular, na verdade, não cheguei a me informar sobre nenhum, queria algo totalmente novo e que me trouxesse surpresas, bom, acho que é o melhor jeito. E o porquê do Reino do Vento... é, simplesmente por gostar de vento, acho que combina comigo.

Ah, essa grama macia me conquistou, vou tirar um cochilo. Não vai fazer mal pra alguém que 'tá carregando um peso desses nas costas por um tempinho, né? Uns 40 minutos é o suficiente.

O ErranteOnde histórias criam vida. Descubra agora