2. Estranha oferta de emprego

2.9K 492 249
                                    

Opa 👀
Voltei e voltarei mais rápido com att dessa belezinha (que eu fiquei muito feliz aliás, por alguns de vocês terem carinhosamente demonstrado apoio e que estarão comigo em mais nessa 🥺💜 meu muito obrigada!)

Por já estar trabalhando nela a um tempinho, tenho muito conteúdo pronto, na vdd está quase finalizada (só pra no correr o risco 😅). Então me esperem mais vezes por aqui, e com atualizações diárias sempre que possível!

###################################

Completamente incrédulo, Hoseok apenas olhou para ele, boquiaberto. Depois repetiu devagar: - Você quer que eu seja seu namorado?

- Sim. - Yoongi respondeu com confiança.

- Eu não sou prostituto.

Por alguma razão, isso fez o Min rir alto.

- Sem problemas. - ele disse. - Eu não sou gay, então não quis propor isso. Você não precisa se preocupar.

Hoseok ficou vermelho, sentido como se tivesse sido pego sendo incrivelmente vaidoso. Mas o que ele deveria pensar?

- Então para que diabos você precisa de um namorado?

Mas em vez de apenas responder logo como uma pessoa normal, Min Yoongi olhou em volta e apontou para uma das mesas no canto. E embora Hoseok soubesse em seu coração que deveria apenas dizer a ele para dar o fora, estava muito curioso, então saiu de trás do balcão e sentou-se em uma das cadeiras perto das mesinhas que eram normalmente usadas pelos clientes.

Yoongi sentou-se a sua frente e apenas olhou para ele por um tempo. Então sorriu amplamente.

- Esta é a solução perfeita. Eu sou a porra de um gênio. - ele disse e tomou um grande gole de seu refrigerante.

Ótimo. Isso não explicava nada. Menos do que nada. No mínimo, só deixou Hoseok ainda mais confuso.

- A questão é, - Yoongi começou. - Eu tenho um almoço com minha avó amanhã. E ela é uma mulher fantástica, realmente. Mas é meio conservadora e odeia meu estilo de vida.

- Estilo de vida?

- Sim. - Yoongi sorriu. - Meu estilo de vida não monogâmico.

Oh. Então Hoseok estava certo, ele estava voltando de um caso de uma noite.

- Bem, ela sempre me importunou para que eu sossegasse e ameaçou me cortar do testamento se eu não tivesse o feito aos 24 anos. - ele suspirou. - E gora tenho 24. - Yoongi suspirou novamente, mais alto desta vez. - Então amanhã ela vai me dar duas opções: Concordo em deixá-la me arranjar encontros com a intenção de me casar ou, estou fora do testamento. Nenhuma dessas opções é especialmente atraente para mim, já que... - ele sorriu. - ...Eu gosto do meu estilo de vida.

- E o que isso tem a ver comigo?

Os problemas dos ricos eram estranhos.

- Porque, se a vovó achar que estou em um relacionamento sério, ela vai me deixar em paz. Assim, quero contratá-lo como meu namorado! De mentira, é claro.

Isso não fazia absolutamente nenhum sentido.

- Por que não apenas contratar uma namorada então?

- Eu pensei bem sobre isso. - Yoongi admitiu. - Este era o meu plano antes de te ver hoje. Mas as mulheres tendem a se apaixonar por mim, e isso é um problema.

Que idiota absoluta esse cara era.

- E como não sou gay, espero que isso deixe claro para você que não estamos em um relacionamento real, acabando com qualquer ilusão.

Namorado de aluguel (Yoonseok/Sope)Onde histórias criam vida. Descubra agora