Terra do Nunca
O cheiro de erva queimada
O som da música na flauta
As danças esquisitas
O malabarista sorri

Entre a fumaça
Somos todos Meninos Perdidos
Tentando sobreviver
Miojo, coca-cola
Cigarro barato
Cerveja de boteco

Sorrio,
Mas eu não sou Peter Pan
A magia se esvai
A fumaça acaba
O malabarista cai

Dia seguinte, fica
O gosto ruim na boca
A lembrança
O medo
E a saudade

Já parti
Adeus,
Terra do Nunca.

- Wendy Fernandes.
  • São Paulo.
  • JoinedApril 15, 2016


Following


1 Reading List