Em uma noite de setembro a luz acabara. 
Chovia e trovejava, enquanto a ventania assobiava fantasmagórica

Lembrei-me de que quando pequeno em toda noite de tormenta. Gostava de subir o móvel e admirar o caos celeste, meus olhos costumavam ver beleza no que muitos viam tristeza.
Sentia minha alma entrando em sintonia com aquele crepúsculo que a deixava sedenta, eu sorria, eu gostava, eu sentia...
Aquele era... O meu mundo.


O espectro sente as gélidas gotículas, o sibilar da ventania, o brilho gótico da lua. Sua essência trepida em uma sintonia fantasmagórica. Ele torna-se a noite
  • JoinedJuly 29, 2016


Story by KenFantasma
Lápide by KenFantasma
Lápide
A vida é tecida em multiversos. Em um mesmo mundo matriz existem pessoas, em cada pessoa existe um mundo. E...
ranking #17 in diário See all rankings