Para a carga de sua pena, a veia aberta. Como sagrada criação, o tormento. Entre as paredes de seu templo pessoal, ele grafa. Ele, um caduco sem compaixão por si, conjurando palavras sob a árvore, olhando de esguelha.
  • Santa Catarina
  • JoinedAugust 17, 2016




Story by Andy Corsant
Hana-O - Almas Roubadas by AndyCorsant
Hana-O - Almas Roubadas Adventure
Dessa vez, os agentes da B.I.P. terão que se debruçar sobre o maior mistério com o qual já travaram contato: doze paranormais mortos sem causa mortis - suas vidas apenas deixaram os corpos. Seus cadáveres foram enc...