Razão e sensibilidade- Jane Austen

Razão e sensibilidade- Jane Austen

46.4K Reads 2.3K Votes 51 Part Story
leh_almeida5 By leh_almeida5 Completed

Originalmente publicado em 1811 sob o singelo pseudônimo 'A Lady', Razão e Sensibilidade começou a ser escrito na década de 1790, quando Jane Austen (1775-1817) mal havia completado vinte anos. O livro é o primeiro da série de quatro romances que Austen publicou como edição do autor em seus últimos anos de vida. Todos se tornaram clássicos da literatura inglesa do século XIX. 

Embora sua trama se desenvolva durante uma época de guerra e revolução no continente europeu, o romance concentra sua narrativa nas idílicas tramas de amor e desilusão em que duas belas irmãs inglesas se envolvem - Elinor e Marianne Dashwood - quando chega a idade do casamento. À procura do amor verdadeiro, as filhas órfãs de uma família pertencente à pequena nobreza enfrentam o mundo repleto de interesses e intrigas da alta aristocracia. Marianne e Elinor representam pólos opostos do universo ético de Austen: Marianne é romântica, musical e dada a rompantes de espontaneidade, ao passo que Elinor é a encarnação da prudência e do decoro. 

Ambientado nos cenários campestres do sudoeste da Inglaterra e nas casas senhoriais de Londres, o livro já foi adaptado inúmeras vezes para o teatro e o cinema.

  • austen
  • completo
  • jane
  • janeausten
  • razão
  • romance
  • sensibilidade
Mgsilva21 Mgsilva21 Jan 31
Nossa. Fazer isso é bem difícil. Dificilmente conseguimos ser prudentes em nossas atitudes com as pessoas quando estamos irritadas com elas. 
                              Mas mesmo que seja difícil, que age assim é verdadeiramente sábio.
Mgsilva21 Mgsilva21 Jan 31
O controle do nosso temperamento é muito importante. Não importa se temos uma personalidade forte ou não. Todos os nossos comportamentos devem ser moderados.
Mgsilva21 Mgsilva21 Jan 31
É Elionor. Você está certa. Não é certo entregamos- nos à tristeza. O certo é ter esperança de um futuro melhor, embora que no momento essa visão pareça irreal.