A Bruxa da Arruda: Crônicas de D. Darluz

A Bruxa da Arruda: Crônicas de D. Darluz

12 Reads 2 Votes 2 Part Story
Jp Santsil By JpSantsil Updated Jun 19

As crônicas de D. Darluz são lembranças do seu bisneto que morara junto a sua bisavó na Chácara Celeste, em algum lugar do nordeste do Brasil. Maria da Piedade, senhora portuguesa, imigrou com sua família ainda no início da sua vida adulta, para as terras brasileiras nas primeiras décadas do século XX, devido a uma forte crise econômica e social na sua terra natal. Descendente dos povos Celtas e Lusitanos, e, de uma linhagem de sacerdotisas curandeiras, rezadeiras e parteiras (que sobreviveram as queimadas nas fogueiras da inquisição), discriminadas em Portugal como 'As Bruxas da Arruda'. D. Darluz, como era conhecida por todos os cidadãos daquela região, mantinha no Novo Mundo os costumes de sua crença natural e animista, o que hoje é classificado de 'Sagrado Feminino' nos inúmeros movimentos e círculos de mulheres. Conhecedora das ervas e plantas de poder e toda sua medicina natural, manipuladora das forças ocultas da natureza, das energias minerais, das coisas inanimadas e seus Elementais... A Bruxa da Arruda procurava ingressar o seu bisneto no Sagrado de toda vida animada e inanimada.