Onde anda você - Paulo Dybala

4.7K 182 2
                                    

Era uma noite chuvosa quando eles se conheceram em um bar pouco frequentado mas muito bom. S/N estava acompanhada de duas amigas, elas conversavam animadas enquanto bebiam e de vez em quando riam de algo que tinha falado. Já Paulo estava acompanhando de alguns colegas de time, curtindo uma noite de folga.

Os olhos do argentino não conseguiam focar em outro lugar, só nela. Estava em um impasse se ia até ela ou deixava para lá, tentou ao máximo se concentrar na conversa de seus amigos, mas não conseguiu. Tomou coragem e foi até ela, com um pouco de vergonha, mas foi.

-Será que eu posso tomar o tempo da sua amiga rapidinho? - perguntou para as duas jovens que logo se afastaram com a desculpa de que iam ao banheiro.

-Que eu saiba você tinha que perguntar a mim se poderia, não? - falou levantando a sobrancelha.

-Desculpe, vamos começar de novo! Será que eu poderia tirar um pouco do seu tempo, senhorita? - disse sorrindo de lado.

-Se insiste tanto, pode sim. - a moça falou entrando na brincadeira. - S/N, prazer!

-Paulo. Paulo Dybala. - fala pegando sua mão e dando um beijo leve.

-Igual o do jogador? - pergunta curiosa e logo se liga. - Ah, não! Você é o jogador, não é? A vergonha, meu pai.

E foi ali que começou tudo, em um bar afastado da multidão e uma noite cheia de risadas.

Conversaram durante meses, passaram noites acordados jogando conversa fora. Ela foi em alguns jogos, conheceu um pouco mais da vida do jogador e durante a volta de um desses jogos, rolou o primeiro beijo. Dali para frente eles não tiveram dúvidas de que foram feitos um para o outro.

Começaram a namorar, foram apresentados para ambas as famílias e conquistaram a todos. S/N ia até em jantares com o time de Dybala, todos a amavam por ali, era um amor de pessoa. Ficaram assim durante 2 anos, quando tudo terminou.

S/N conseguiu um emprego fora da Itália e precisou ir para o Canadá, deixando para trás sua terra natal, sua família e seu grande amor. Eles resolveram terminar pois decidiram que era o melhor para eles, doce ilusão...

Dybala ainda ia ao bar onde se conheceram toda vez que podia na tentativa de encontrá-la. A saudade apertava em seu peito. As canções que escutava junto com ela já não tinham os mesmos sentidos e não tinha a mesma beleza de antes.

As noites de S/N se tornaram vazias e sem sentido. Ela às vezes saia na tentativa de esquecê-lo, mas não funcionava, tudo lembrava ele.

O coração de S/N gritava pelo argentino, assim como o dele. Eles se completavam de uma forma inexplicável e a saudade estava acabando com os dois.

Em uma das noites em que Dybala foi ao bar a música "Onde anda você" tocava e imediatamente ele se lembrou dela. Combinava perfeitamente com a história dos dois, falava tudo que ele estava sentindo.

-Hoje eu saio Na noite vazia
Numa boemia Sem razão de ser
Da rotina dos bares
Que apesar dos pesares
Me trazem você - Paulo cantou baixinho enquanto olhava para o copo. Sentiu alguém chegar e sentar ao seu lado, mas não deu a mínima e continuou cantando.

"E por falar em paixão
Em razão de viver
Você bem que podia
Me aparecer
Nesses mesmos lugares
Na noite, nos bares
Onde anda você?"

Dessa vez ele cantou acompanhado pela pessoa ao seu lado, o que chamou sua atenção. Ele se virou e tomou um susto, não esperava por isso.

-Eu estou aqui, meu amor, dessa vez é para sempre - S/N falou sorrindo, fazendo o coração do argentino bater mais forte e formar as famosas borboletas no estômago. - Eu posso andar em qualquer lugar, mas meu coração sempre estará com você.

-Você voltou? - só isso que saiu da boca dele, ainda estava em estado de choque.

-Voltei! Eu não aguento ficar mais um segundo longe de ti, esse um ano e meio fora foram os mais difíceis da minha vida. Eu preciso de ti, preciso saber que quando eu voltar para casa após um dia de trabalho eu vou encontrá-lo, abrir meus olhos de manhã e me deparar com você. Eu preciso te ter de volta!

-Eu sempre vou ser seu, principessa! Ti amerò per sempre! - fala sorrindo e a abraçando. - Esperei tanto por isso, meu amor.

-Te amo para sempre, argentino!

S/N sorri e o beija, deixando para trás toda saudade que já sentiram e prontos para construir um futuro juntos.

imagines • soccer playersOnde as histórias ganham vida. Descobre agora