Hoje so tivemos aulas até á hora de almoço felizmente!! Não sei mesmo se ia aguentar se tivesse um dia inteiro.

Peguei no telemovel e liguei á Alex para saber se tinha companhia até casa. Estava triste e desiludida com a minha mãe, estava mesmo a precisar de companhia... podia ser que ela quisesse fazer alguma coisa...

Chamada ON:

- Tou Alex !! Onde estas?

- hmmm ... em casa do Gus...

-Ah ok...pensava que me ias fazer companhia até casa mas ja vi que não...- disse com uma voz triste

- ohh desculpa miga eu JUROOOO que depois te compenso...

-Na boa ... Vá diverte-te!!

Chamada Off

Liguei a musica e coloquei no volume máximo, antes de ir para casa gostava de estar um bocadinho no meu mundo.

O meu coração disparou quando vi o Ron a andar na minha direção...

Começei a entrar em pânico.

"Omd!!! Ele esta a vir na minha direçao!!!! O que é que eu faço... sera que estou bem ??
O cabelo !!  Oóhhh meu querido cabelo diz-me que nao estas despenteado por  favor!!"- pensei.

- Olá Sam então tudo bem?

- Tudo e contigo- disse ainda um bocado a tremer.

- Também. O dia passou tão depressa que nem tivemos tempo para nos conhecer melhor, aliás acho que só sei mesmo o teu nome ...

"God!!! ELE QUER SABER MAIS SOBRE MIM!!!!!!"

- Pois é normal, só nos conhecemos hoje.- respondi tentando parecer o mais normal possivel.

Ele olhou para mim como que se eu estivesse a agir estranhamente.

De repente um silêncio misterioso instalou-se entre nós  dois, o que nos afastava e eu nao queria isso!!

Acho que por vezes é por isso que eu estou sempre solteira, os meus amigos dizem que sou divertida, mas tenho sempre receio de falar com pessoas que não conheço de lado nenhum , sei la é como se houvesse uma barreira entre nós , e isso acontecia com o Ron.

Resolvi quebrar o silencio, só mesmo por bom senso...

- Então, estás livre agora?

-yap- respondeu.

Os meus olhos arregalaram-se. Confesso que não estava á espera.

- Ouve, eu era suposto ir almoçar com a minha amiga, mas ela substitui-me pelo namoradinho, por isso fiquei sozinha. Queres fazer-me companhia a almoçar?

- Claro que sim!! Achas que vou deixar uma miúda como tu sozinha?

"Uma miúda como eu?? Mas que raio é que ele quis dizer com aquilo?... só espero bem que ela nao seja mais um daqueles rapazes que anda com todas só porque acha que é fixe, nao suporto mesmo nada essas pessoas!"

Os meus pensamentos foram interrompidos com a voz dele entrar-me pelos ouvidos.

- Fala-me sobre ti, qual é a tua verdadeira história?

-Desculpa?

- Sim! Qual é a tua verdadeira história?

- Basicamente, sou uma miúda completamente normal, não tenho grandes histórias para contar de certeza que te ia aborrecer!

- Tenho a certeza que isso que estás a dizer é tudo mentira, deves ter imensas historias interessantes para contar...

- isso digo- te eu a ti!

- O que queres dizer com isso?- perguntou

- Sei lá! Apareces vindo do nada todo bem vestidinho e com essa cara, com a mania que impressiona as miudas, aposto que elas te caiem todas aos pes!

- Não sei mesmo porque é que toda a gente acha isso de mim!... olha, fazemos um acordo, vou- te provar que isso tudo que estás para ai a dizer não é verdade, há ainda muitas coisas que nao sabes sobre mim, vou- te mostrar o meu lado mais divertido, vais mudar logo de opiniao vais ver!

- ok, combinado.

Era suposto ir de autocarro, porque, bem a minha casa nao fica propriamente perto dali nao é?... mas acabámos por ir a pé, destraí-me com a sua companhia e quando, dei por mim ja estávamos á porta de minha casa.

Tirei as chaves rapidamente e abri a porta.

Fiquei feliz por ver que a minha mae não estava em casa, assim pelo menos não tinha que enfrentá-la para já.

- Isto é assim, como já disse sou uma rapariga simples por isso... gostas de pizza, certo?

Ele sorriu, por isso admiti logo que aquilo fosse um sim.

Fomos para a cozinha,  e tirei as coisas de cima do balcao para podermos começar a cozinhar.

-Ron?- chamei.

-Sim?- respondeu.

- podes ir aí á dispensa buscar a farinha?

- claro!

Fizemos a massa rapidamente, e pusemos os ingredientes mais malucos que encontrámos para ali para o meio.

O almoço estava agora no forno.

- Então e agora o que queres fazer enquanto a pizza nao está pronta- perguntei

Ele olhou para mim com um sorriso malicioso e rapidamente percebi o que se iria passar.

Comecei a correr á volta da bancada mas ele apanhou-me e quando dei por mim estava cheia de farinha no meio da cara.

- SUA LONTRA!!

- acabaste de me chamar lontra??!!- perguntou Ron com o mesmo sorriso naa  cara.

-Se é guerra que queres, entao é guerra que vais ter!!

Começamos a "lutar", a cozinha ficou toda branca! Parecia que tinha nevado ali dentro E ESTÁVAMOS NO VERÃO!!

Nao sei bem explicar o que se passou, no momento a seguir, os  nossos corpos aproximaram- se, não sei como nem porque mas conseguia sentir a sua respiraçao quente contra a minha cara.

Sem dar por nada ele selou os nossos lábios num beijo.

"ELE ACABOU DE ME BEIJAR!"

secret ♥Leia esta história GRATUITAMENTE!