15° Capítulo

104 7 0

Quando acordei, vi que a Nanda ainda estava dormindo. O sol estava nascendo e eu resolvi ir tomar um banho e logo após procurar um emprego.

Quando terminei o banho, coloquei um sutiã de bojo sem alças cor de pele, uma blusa de setim branca, uma clacinha da mesma cor do sutiã e uma saia social preta, e nos pés um salta alto da mesma cor da saia , deixei meu cabelo solto.

Fui pro andar de baixo e ninguém tinha acordado ainda, e obviamente não tinha café, resolvi tomar café na cafeteria mais próxima porque a preguiça me consome.

Aí caí na realidade, to sem carro ! Só eu mesmo, me arrumo toda, com roupas que realmente não gosto, pra procurar emprego e no final .. não tenho um carro.

Omg ! Hoje realmente é um dia de sorte, a chave do carro do Beckman estava bem no sofá. Voltei no quarto, peguei meus currículos e peguei o caminho da cafeteria mais próxima.

Depois de 15 minutos procurando, achei. O lugar era lindo, uma cafeteria de alto estilo. As paredes todas eram de vidro, fazendo com que os clientes não conseguissem ouvir o que acontecia na rua e vice e versa, o certas partes da "parede" de vidro caíam uma cascata de água. Estacionei o carro em no estacionamento da cafeteria.

Entrei no local e percebi que não eram cadeiras e sim, poltronas com mesas de variados tamanhos. Um rapaz de meia idade veio me atender.

- Boa Tarde Senhorita, deseja algo ? - perguntou , gentil

- Uma mesa pra uma pessoa por favor ! - digo me envergonhando de ter entrado num lugar tão .. sofisticado.

- Claro, siga - me. - ele foi me guiando até chegar em uma mesa redonda e pequena com uma poltrona confortável do lado. Ótimo lugar pra ler, pensei.

- Sinta - se à vontade Senhorita ! Nossa garçom ja vem atender lá. - sorri em forma de agradecimento e ele se foi.

Organizei os meus currículos e coloquei os de novo dentro da pasta preta. Peguei meu celular e vi que tinham me ligado, com o número desconhecido. Disquei o numero e liguei retornando a ligação.

- Senhorita Lancaster ? - falou uma voz do outro lado da linha, parecia ser de um homem.

- Eu mesma. Quem deseja ? - perguntei curiosa.

- Estamos ligando de uma agência, me chamo Daniel. Pegamos seu número com seus pais depois de termos visto uma foto sua na lista dos ex estudantes nmda do colégio Future , queríamos saber se a Senhorita podia comparecer na nossa agência hoje ! - esse colégio foi onde eu terminei meu ensino médio.

- Bom, poderia me informar de que se trata essa agência ? - perguntei me interessando.

- Seria melhor nos falarmos pessoalmente , pode ser ? - fiquei meio desconfiada e receosa com tal convite, mas acabei aceitando, ele me passou o endereço. - Obrigada Senhorita Lancaster, esperamos pela Senhorita.

Quando a ligação foi encerrada, um homem com aparentemente 30 anos apareceu na minha mesa com o uniforme de garçom.

- Deseja ver o cardapio senhorita ? - indagou gentilmente e simpaticamente sorrindo.

- Pode ser ! - ele me entrgou e eu vi que o preço estava na média, gostei mais ainda desse lugar. - Vou querer um Capuccino e um cupcake de chocolate por favor ! - devolvi o cardapio a ele e ele de foi dizendo que ja traria meu pedido.

Depois de 20 minutos meu pedido foi entregue. E percebi que estava no céu depois que bebi o capuccino, a melhor sensação d mundo é beber esse capuccino ! Poha , to nas nuvens.

E o Cupcake nem se fala.

Vi que ja era 10:00 quando saí da cafeteria dos Deuses. Fui em direção a tal agência que por coinscidência não ficava muito longe dali.

Quando cheguei na agência, me surpreendi. Q lugar enorme Senhor !

Entrei e logo avistei uma moça sentada em frente ao balcão, deve ser a Recepcionista.

- Bom Dia, eu me chamo Emmilly e um Senhor chamado Daniel me telefonou dizendo que .. - fui interrompida por uma voz grossa atrás de mim.

- Senhorita Emmilly ? - disse olhando pra mim surpreso.

Quando me virei quase tive um infarte. Que homem é esse Deus ? Esses olhos verdes que amolece qualquer um ! A Barba mal feita dando um ar de maduro, o corpo forte completando a perfeição desse homem.

- Si .. sim , sou eu ! - disse gaguejando, gaguejar em momentos como esse ja é rotina. - Senhor Daniel ? - indaguei nao acreditando.

- Sem o "Senhor" , apenas Daniel ! - disse ele sorrindo me olhando de cima a baixo e depois olhando meus olhos, desmaiei por dentro.

- Ok apenas Daniel ! - tentei brincar idiotamente. Ele riu fraco.

- Siga me Senhorita. - caminhamos um do lado do outro em silêncio, até chegarmos a um elevador, entramos em silêncio e só estavamos eu e ele.

- Sinceramente quando o Senh .. - ele me olhou com ar de repreensão. - Quando Você me ligou, eu tinha pensado que você era uma pessoa mais velha, tipo, 50 anos, por aí.

Ele riu e eu fiquei vermelha.

- O que te leva a pensar que eu não tenho essa idade ? - ele perguntou com um sorriso estuprante na cara e eu fiz uma cara de surpresa. - Não, to brincando, eu tenho 27 anos. E você ?

- Bom, tenho 18 anos .. - disse tímida olhando pros pés.

- E eu sinceramente pensei que você tinha menos ! - disse ele com certo espanto na voz.

Chegamos ao 7° andar, quando saímos do elevador, percebi que saímos dentro de uma sala. Tipo, que foda, o elevador vai direto pra sala , o elevador é dentro da sala.

Tinha no máximo umas 7 pessoas ali, 3 homens e 4 mulheres. As quatro mulheres estavam de biquini, todos lindos. Um dos homens estava tirando foto delas, o outro maquiando nos intervalos de uma foto pra outra, e o último verificando a iluminação que batia sobre as moças. E foi aí que eu saquei do que a agência se tratava, estav obvio,agência de modelos.

EmmillyLeia esta história GRATUITAMENTE!