15-o sumiço

1.6K 122 65
                                    

Catarine me olhava de dentro da cozinha, me deixando desconfortável, mas eu estava adorando a vista.

- aqui está, bolinhas de queijo pra Lili - disse catarine

- obrigada...

- pode me trazer outro milkshake? mas de cereja dessa vez por favor Cat

- pra ja Jojo - catarine se retirou de perto e voltou para a cozinha

- está gostoso? - joanny perguntou

eu estava perdida em meus pensamentos, dividida em olhar pra as bolinhas de queijo e olhar para a bunda de Catarine la na cozinha, por alguns segundos apenas

- Lili???

- Ca...JOJO desculpa o que foi?

- você ia me chamar de Cat?

- claro que que não

- sim você ia Lilith

- eu não ia nada Joanny

- então o que ia falar?

- eu ia falar caralho, sabe? palavrão

- conta outra

- Ai joanny, eu não devo satisfação nenhuma pra você

- você não precisa ser grossa!

- e você devia abaixar esse tom comigo agora mesmo

- quer saber? eu vou pra casa

- agora não, você acabou de pedir seu milkshake, sossega

- eu quero ir pra casa

- A GENTE NÃO VAI AGORA JOANNY

- você não manda em mim!

- então faça o que quiser, pegue suas coisas e sai da minha casa

- é isso mesmo que eu vou fazer então

- ótimo!

- perfeito.

Joanny levantou da banqueta cheia de fúria porém ainda sim com incertezas, enquanto eu permaneci sentada e calma, não entendi direito o porque de eu não ter nem tentado evitar a briga mas assim foi e assim eu decidi deixar
joanny saiu pela porta da frente e eu pedi a conta para Catarine

- Por favor, pode me dar a conta? eu ja vou

- Você esta bem? cade a Joy?

- olha, não to muito afim de falar sobre isso, só me da a conta por favor

- Lilith, olha eu....

- A CONTA CATARINE

- desculpe... deu US$ 7,50

- toma, pode ficar com o troco

Quando eu fui sair da banqueta Catarine me puxou

- Lilith, eu não sei o que tá acontecendo, eu amo joy, mas só de tocar em você o meu sangue ferve de tesão

- eu não estou com cabeça pra isso agora

- eu só queria que você soubesse - catarine se despede de mim com um meia lua

Eu sai da lanchonete mas nem sinal de Joanny, entrei no carro e fui em direção a minha casa, um pouco preocupada em encontrar joanny no caminho mas nem sinal dela, cheguei em casa, fui para o quarto onde estava as coisas de joanny e não encontrei nem ela e nem as coisas dela, liguei e só dava caixa postal, eu sabia que talvez joanny não voltaria, mas a questão dela sumir, me fez temer um pouco onde ela estava ou o que estava fazendo, mas como eu não poderia fazer mais nada em relação a isso, fui me arrumar para dormir, Joanny não era mais uma criança e sabia muito bem onde se metia.

o lado escuro do sexoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora