go get it

26K 1.3K 2.5K

A noite foi carregada por Louis nas costas, chegavam horas em que o garoto achava que passaria o resto de seus dias em pé servindo clientes e vendo pessoas rirem de sua cara.

Ser servente nesse buffet de ricos foi provavelmente a pior escolha que Louis já fez em sua vida. Se submeter às ordens de um bando de velhos chatos e adolescentes bêbados, querendo tomar drinks com álcool e driblar a segurança do local é simplesmente impossível de se agüentar. E olha que ele já trabalha aqui tem 4 anos.

Desde que era um garotinho inocente, com olhos de anjo e uma mente que ainda acreditava na bondade das pessoas que Louis vem ralando dias quentes e noites longas nesse lugar. Deixando mãos atrevidas passearem
por sua bunda ou senhores e senhoras o olharem como pedaço de carne. Possuir a aparência que ele tem às vezes pode acarretar alguns problemas.

Quando o relógio finalmente bate às 1am, ele sai correndo do salão para livrar-se de seu avental e ir esperar sua carona perto da saída do buffet.

Ele é sempre pontual, como todo homem deveria ser.

Louis está ansioso, mexendo nas mangas de seu casaco, arrumando sua touca sobre os cabelos e puxando fios soltos da bolsa carteiro em seu quadril; mas nada parece fazer o tempo passar. E pelo visto ele se atrasou.

Alguns bons minutos depois de ter se encostado no muro desesperançoso, Louis avista o tão conhecido carro aparecer no horizonte. Sob à luz fraca da rua escura e vazia, o Mercedes para bem na frente dele e, animado, ele se desencosta da parede.

Mas ao invés de encontrar aqueles amados e acolhedores olhos verdes, Louis depara-se com Zayn, vestido em uma pesada calça jeans escura com uma jaqueta de couro sobre seus ombros, um cigarro apoiado em sua boca e um sorriso atrevido nos lábios.

- Monsieur Tomlinson. - Fingido seu melhor sotaque francês, Malik reverência Louis o fazendo corar e olhar para os lados.

- Zaynie, que diabos é isso?

- Sinto muito querido cavalheiro, recebi ordens expressas para apenas o buscar no trabalho e deixá-lo na residência dos Styles às 1:15am.

- Engraçado isso, pois já são 1:40am e agora que você chegou.

- Cale a boca, tampinha, e entra no carro.

Louis apenas deu de ombros e obedeceu, afinal, é só isso que ele parece fazer nesses dias. Obedecer e obedecer.

Eles seguem num silêncio absurdo pelas ruas iluminadas da cidade, os postes indicam 8º e Louis não está surpreso, Londres sempre é um freezer nessa época do ano.

O carro treme quando passam dos portões do condomínio fechado onde Haz mora com os pais e a irmã mais velha e Louis se olha no espelho para checar se ainda está apresentável, sabe-se lá o que Harry planejou para eles dois.

Zayn o deixa bem na entrada da casa, buzinando duas vezes e fazendo o interior de Louis tremelicar de susto.

- Obrigado, Z.

- Disponha, babe. Tenham uma boa noite. - E piscando atrevido, ele vai embora do mesmo jeito que chegou. Sem pressa.

Louis apenas da de ombros e se balança um pouco, torcendo o pescoço para aliviar a tensão, planejando pedir uma massagem como agrado depois de ser deixado esperando no frio da cidade.

Ele mal pisa no degrau da porta e ela ja se abre, Gemma está o esperando com um grande sorriso no rosto. Ela veste um pijama de calça e blusa de manga comprida, ambas na estampa do M&M's, mesmo tendo seus vinte e poucos anos, ela parece ainda mais nova que Louis, que ainda não deixou a casa dos dez.

trading places | l.s auOnde as histórias ganham vida. Descobre agora