Meu Paraiso.

42 0 0
                                    



O paraíso de Adão e Eva. O paraíso fictício com a finalidade de nos falar de pecado? De amedrontar entre ficar no paraíso ou ir para o inferno?
Olha, se for isso vou ficar em falta com vocês!
Porquê? Porque o meu paraíso existe, ele tem cor, som, cheiro e território. E em nenhum momento eu imagino o oposto a ele, que seria o inferno.

De todo modo não sei se esse é um pensamento comum; eu não direi que penso, mas tenho uma imagem recorrente do que é o paraíso. Eu fecho os olhos e o vejo. Parece-se com muitos lugares aqui da terra em que vivemos, mas tem algo de diferente. Tem uma luz diferente, tem paz e  energia ao mesmo tempo.

Ao sair de um lugar que deve ser uma casa ou um chalé branco eu vejo um caminho ladeado por flores, folhagens, plantas lindas, umas mais altas, outras rasteiras, assimétricas.
É um caminho de pedras ladeado por esse jardim quase selvagem. O sol brilha numa linda manhã e ao descer pela alameda florida vejo um lindo campo como aqueles de jogar golfe, um gramado verdinho, com declives suaves, ao fim do qual há árvores margeando um riacho.
Não chego lá, mas sei que o riacho existe, pois ouço o barulho da água fresquinha descendo suavemente por entre as pedras. É um lugar encantador!

Quando eu preciso vou a esse recanto. O conheço bem. E isso bem antes dos cenários vistos nos filmes como A Cabana, por exemplo. O paraíso da minha imaginação é maravilhoso e cheio de paz! Não há nenhuma pessoa, só a natureza que se mostra linda.
O paraíso é o meu imaginário e a minha esperança, mais ainda nesses dias difíceis que estamos vivendo.
Esse é o refúgio mental onde me abrigo quando eu necessito de um pouco de paz e leveza. Lá é o meu paraíso!
Pode usá-lo se precisar, ok?

Contos da Quarentena2 AMAZONOnde as histórias ganham vida. Descobre agora