47° Capítulo - Video Games

7.2K 589 171
                                    

É você, é você, é tudo para você
Tudo o que faço, eu digo a você o tempo todo
O paraíso é um lugar na terra com você
Me diga todas as coisas que você quer fazer
Ouvi dizer que você gosta de meninas más
Querido, isso é verdade?
É melhor do que eu já imaginei
Eles dizem que o mundo foi feito para dois
Só vale a pena viver se alguém
Está amando você
Querido, agora você é amado

Video Games - Lana Del Rey
_________________________________________

—Halya, você não vai! - Yan insistiu seguindo a garota para dentro da casa.

—Yan, pelo amor de Deus, não começa. - a menina andou até Suzy, Matheo e Tales que estava no colo do pai. - Pode segurar Hanna um pouquinho? - perguntou para Suzy.

—Claro. Senão puder sair, sem problemas, pensei que seu resguardo havia acabado... - lhe deu um pequeno sorriso.

—Eu já estou bem e posso sair, só vamos ter uma conversinha. - se referiu a Yan. - E já volto. - Suzy concordou e observou Halya e Yan subirem a escada com os resmungos persistentes de Yan falando que a garota não sairia.

—Aposto que ela não vai. - falou Matheo.

—E o que eu ganho se perder? - Suzy perguntou interessada.

— Troco as fraldas por 7 meses.

—Fechado! - apertou a mão do rapaz e ele se aproximou do seu ouvido.

—Se eu ganhar, estamos casados.

○○○

—Mas que chatice, Yan! Eu não vou quebrar no meio do caminho! - falou assim que chegaram no quarto e ele trancou a porta. - Vai ser um passeio, Halya não pode ficar a vida toda na sombra dessa casa, além do mais que, meus pontos já caíram e cicatizaram.

—Esse não é o ponto, Halya. Você não vai! - diz se aproximando, a garota deu as costas pra ele e foi tomar banho, quando acabou foi até o closet, colocando um vestido. - Espero que esteja colocando esse vestido pra dormir. - a garota arqueiou a sobrancelha.

—Depois desse tempo todo eu acho que você ainda anos entendeu, mas eu te explicar. Você não é meu dono e não manda em mim! - disse penteando o cabelo.

— Mas eu sou seu marido e estou dizendo que não vai!

— Eu vou e vou levar a Hanna se esse é o problema, não sou maluca de deixar minha filha sozinha nessa idade.

—Primeiramente, ela não iria estar sozinha. Segundamente, nem ela e nem você vão. - falou passando a mão na cabeça, já nervoso.

—Yan, troca o disco. - deu de ombros, já terminando de pentear o cabelo. Mas garota levou um susto quando Yan gritou.

—MAS QUE CARALHO, SERÁ QUE VOCÊ NÃO ENTENDE? - falou estressado e passou a mão pelo cabelo. - Porra, Halya! Seu coração parou por 16 segundos, POR 16 SEGUNDOS VOCÊ ESTAVA MORTA, POR 16 SEGUNDOS EU TE PERDI! - gritou e respirou fundo. - Então, me desculpa se eu tenho te tratado com tanto cuidado que está te sufocando, me desculpa por tentar cuidar de você alguém que eu quase perdi, me desculpa por não querer te perder de novo! - se sentou na cama colocando e abaixou a cabeça a apoiando nas mãos, Halya se aproximou.

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora