13

2.7K 226 281
                                    


S I N A  D E I N E R T

Acordei quatro horas da manhã, o coração acelerado e as minhas mãos suando. Estava tudo bem antes de dormir, passei o dia com Alicia e Any, tinha sido ótimo. Talvez eu realmente precisasse de ajuda, mas antes de procurar um profissional, eu tinha uma opção melhor.

- Si?- a voz rouca de Noah soava preocupação.

- Você está bem?- perguntei sentada na minha cama.

- Si... ah Boozie, o que foi?

- Não sei- soltei uma risada nervosa- só... sei lá, acho que só preciso ouvir sua voz, desculpa o egoísmo.

- Eu estou muito feliz na verdade- ele riu- muito honrado, de verdade.

- Bobo- sorri- não está com sono?

- Não mais- ele bocejou- gosta de golfinhos?

- Meu Deus, você é péssimo em puxar assunto- nós rimos.

Noah começou a falar várias coisas aleatórias, de repente ele ficava calado e eu só ouvia sua respiração, mas mesmo assim era bom. Ele não precisava falar nada pra fazer com que eu me sentisse bem, era só estar.

- Já escolheu sua casa?- ele perguntou depois de alguns minutos de silêncio.

- Podemos fazer isso agora- sugeri olhando para o meu computador na mesinha do quarto.

- Ok, coloque no vídeo- sentei na minha cadeira e apoiei meu celular em alguns livros, Noah apareceu na câmera com a cara amassada e o cabelo bagunçado.

Eu nunca tinha reparado no quanto ele era bonito...

- Você está linda- ele sorriu.

- Aham- arrumei o coque no topo da cabeça, e puxei as mangas do meu moletom- o que eu faço?

- Eu conheço um cara, ele estava me oferecendo uma casa esses dias, mas achei muito...- Noah fez uma careta e eu ri- vou te mandar.

Passamos o resto da noite fazendo pesquisas, só percebi que tinha amanhecido quando o sol bateu nos meus olhos, fechei rapidamente a persiana da janela na minha frente.

- Mobiliada né?

- Não! A graça de mudar de casa é mobiliar- respondi e ele revirou os olhos.

- Ah amor, pelo amor de Deus, muito chato.

Amor. Nunca me chamaram assim antes. Ryan me chamava de princesa, flor, ou só Sina, mas nunca de amor. Noah fazia questão de me elogiar o tempo todo, meu coração se enchia toda vez que meu nome saia da sua boca.

- Se você fizer questão eu posso te ajudar, mas...

- Não- sorri- é melhor mobiliada, não tenho tempo para... fazer isso.

- Certo, então na segunda amanhã vamos ver a casa?

- Só se você puder ir comigo, se estiver trabalhando eu posso ir sozinha.

Ele balançou a cabeça concordando, seu cotovelo estava na cama segurando seu rosto, era uma bela visão essa minha. Noah estava com um sorriso fechado, seus olhos estavam brilhando graças à pouca luz que tinha em seu quarto. Coloquei meus braços na mesa e apoiei meu queixo neles, sem parar de olhar para o Noah. Eu simplesmente não conseguia parar de olhar.

- Ei- ele sussurrou, só então percebi que eu estava quase cochilando- dorme um pouco, nos vemos mais tarde.

Levantei carregando meu celular, me joguei na cama e deixei o aparelho ao meu lado no travesseiro. Nem me preocupei em desligar a chamada, dormi assim fechei os olhos de novo.

Behind the lights |HIATUS|Onde as histórias ganham vida. Descobre agora