42° Capítulo - Cold Water

7.6K 597 250
                                    

Todo mundo fica chapado de vez em quando, sabe?
O que mais podemos fazer quando estamos pra baixo?
Então respire fundo e relaxe
Você não deveria estar se afogando sozinha

E se você sentir que está afundando, eu vou pular direto
Na água fria, fria, por você
E mesmo que o tempo nos leve para lugares diferentes
Eu ainda serei paciente com você
E eu espero que você saiba que

Eu não vou te soltar
Eu serei a corda para te salvar esta noite
Eu não vou te soltar
Eu serei a corda para te salvar esta noite

Porque todos nós nos perdemos de vez em quando, sabe?
É assim que nós aprendemos e é assim que crescemos
E eu quero ficar com você até eu ficar velho
Você não deveria estar lutando sozinha

Cold Water - Justin Bieber ( feat. Major Lazer & MØ )

________________________________________

Uma semana havia se passado desde a morte de Anthony. Yan havia percebido que Halya estava bem distante, sabia que oque falou naquele dia tinha magoado ela mais do que a mesma deixou transparecer.

Yan chegou do trabalho um pouco mais cedo, queria passar mais tempo com sua garota, mas precisava fazer ela perdoar ele.

—Ela desceu hoje? - Yan perguntou para Matheo ao encontrá-lo na sala.

—Sabe que ela só desce depois que você chega... - Yan suspirou.

—Ela tá muito distante esses dias, mal fala comigo...

—Você merece. - se encostou na mesa.

—Acha que eu não sei?

— Talvez isso passe depois da gravidez.

—Daqui a 5 meses?! Muito tempo, não dá.

- Ela já está com 4 meses? - Yan confirma. - Nossa, a pequena se esconde bem.

— Puxou isso da mãe...

—Eu acho que ela puxou isso de você. - ele pisca para Yan e se retira. Megalos sobe as escadas e vai direto para o quarto encontrando a garota de frente para a penteadeira penteando o cabelo, a menina vestia apenas a lingerie então se levantou para pegar uma roupa mas antes que chegasse Yan a abraça.

—Oi, docinho. - ele sussurra e beija sua testa.

—Oi... - diz sem ânimo e Yan a solta.

–Está crescendo... a barriga... - diz quanto a menina volta com um vestido em mãos e o veste.

—Um pouco.

—Me desculpa, amor... - ele a abraça novamente. - Não queria ter te magoado, não queria por isso na sua cabeça.

—Isso não importa agora, Yan. Já passou. - diz e ele olha.

—Não passou, mal conversamos, você mal olha pra mim, não podemos esquecer isso? - diz e ela se afasta.

—Não, não podemos, pelo menos eu não posso. - ela respira fundo para não chorar. - Você só falou a verdade e sabe disso, se eu não tivesse impedido você de atirar no Luke naquele dia no shopping nada disso tinha acontecido... - seus olhos começam a marejar e as lágrimas caírem. - An...thony estaria vi... vivo e... e eu talvez não te... não te desse tantos proble... - Yan deita a cabeça da menina em seu peito e escuta seus soluços de chora abafado sentindo seu coração apertar.

—Não foi culpa sua, meu anjo. - ele a abraça mais apertado. - Nós sempre vivemos uma vida nada segura e isso poderia acontecer com qualquer um de nós 3 a qualquer momento, se não fosse por culpa daquele desgraçado ia ser de outro. Anthony deu a vida por mim, assim como você ou eu daríamos a vida por ele, isso poderia acontecer uma hora ou outra, era inevitável. - ele a olha e limpa as lágrimas da menina com o polegar. - Eu não queria me culpar naquele dia e coloquei a culpa em você, eu fui um covarde mas a verdade e que a culpa não é minha, nem sua. É a lei da vida, ele morreu no meu lugar para me dar a chance de ser um bom pai e te ver sendo uma boa mãe. - ele segura o gosto da mais nova com as duas mãos em cada lado. - Me perdoa e o mais importante, se perdoa porque essa culpa não é sua... - ele beija sua testa e a pega no colo a deitando na cama e se deitando ao seu lado colocando sua cabeça no peito dele. - Eu te amo e pretendo não te dar motivos pra ficar longe de mim, então não fique longe de mim. - a garota passa os braços pelo pescoço do mais velho e o abraça.

—Obrigada... - diz baixo por conta do choro e ele se inclina um pouco para cima dela.

—Para de chorar, docinho... - lhe da um selinho.

—Não tô conseguindo... - ela choraminga. - A médica disse que... eu poderia ficar mais... mais vulnerável por causa da gravidez... - ela diz e Yan descer até a barriga da menina e faz carinho.

—Ei, florzinha... - diz para a barriga se comunicando com o bebê. - Será que você consegue fazer a mamãe parar de chorar? - Halya sente uma movimentação em seu ventre e para na hora.

—Sentiu isso? - ela pergunta perplexa e ele nega. - Aqui ó! - ela coloca a mão dele na lateral da barriga.

—O que foi isso? - perguntou preocupado.

—Ela está chutando! - fala sorrindo. - Ela chutou! - Yan sorrir e beija a barriga da menina várias vezes.

—Bom trabalho, pequena! - deposita mais um beijo na barriga da menina e depois lhe da um selinho e vê Halya emburrada. - Que foi?

—Por que ela só chutou agora pra você?

— Pra te fazer para de ser chorona... - brinca rindo. - E também, o papai aqui é gatão né! - brinca de novo arrancando um sorriso da garota que sente o bebê chutar mais uma vez.

—Puxa saco... - diz olhando a barriga e Yan sorriu.

—Já pensou no nome?

—Já... - diz sorrindo.

—E qual quer?

—Me disseram uma vez para por Hanna se fosse menina... - sorriu ao se lembrar e abaixou para a barriga da menina novamente.

—Então você será nossa pequena Hanna... - deposita um beijo sobre a barriga.

_________________________________________

Pra quem é fã de Now United, a fanficgleamm fez uma adaptação de My Obssession com o shipper Noany

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Pra quem é fã de Now United, a fanficgleamm fez uma adaptação de My Obssession com o shipper Noany.

Está bem legal e quem é Uniter vai amar, então deem uma olhadinha, bjs!

Até a próxima!

XOXO!- L💋

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora