chega de mandar na minha vida

3.3K 203 19
                                    

LEILA NARRANDO

eu esperei tanto por isso que cheguei a ficar nervosa, senti suas mãos passarem por dentro do meu vestido, começando pelas coxas, as pontas dos dedos dela agora em minha costela me fazia delirar, em minutos eu ja estava nua, quer dizer, de calcinha mas por pouco tempo

enquanto me tocava, fazia contato visual olhando no fundo da minha alma, eu não poderia estar mais derretida, literalmente

- você ta usando muita roupa deixa eu tirar (eu tava com tanto fogo, que esqueci de ser delicada)

não esperei resposta apenas a deitei sobre o colchão e sentei sobre suas coxas

tirei sua camiseta com certa violência, eu preciso dela com certa urgência

agora eu quero fazer uma coisa que já sonhei a dias, em todos nossos amassos pude sentir como seu pau é grande, e como qualquer outra garota quer fazer, arranquei seu shorts e salivei

sabe aqueles porno que o pau é perfeito, então é esse, bem depilado, e pedindo por atenção

me sentei mais pra trás, cravei as unhas em sua coxa ouvindo um gemido, adoro estar no controle

quando eu ia por na boca.....

- eu sou a capitã essa noite

não sei como, apenas senti minhas costas contra o colchão , seus lábios me beijando com furia, marcando meu corpo até meu abdômen , ela literalmente rasgou minha calcinha, eu estava ficando assustada e excitada com toda aquela pegada, ela sabe que eu adoro bruto

gemi feito uma putinha quando senti seus labios indo de encontro a abgail ( nome da minha xota ), eu ja tinha transado com alguns caras, eles nunca queriam fazer sexo oral, e quando iam ficavam com nojinho

mais ela tava perfeita, essa com certeza foi a melhor chupada que ela ja me deu

enquanto me estimulava apertava meus seios, esse foi meu fim, eu tava muito perto, mas queria segurar ao máximo

- me...li... aaah.. eu to... quase

- goza na boca da sua namorada amor (foi como um gatilho, as palavras dela me fizeram gozar, o melhor orgasmo da minha vida sem duvida)

ainda fora de si pelo orgasmo, ouvi suas palavras como um sussurro

- se doer pede que eu paro ( pera, que? eu não sou virgem e ela sabe )

pra que eu fui falar, sabe aqueles casal da internet que o cara tem tipo 2 metros e a mina 1,65, ai vc pensa, tadinha dela

no momento eu sou a tadinha, poderia ser rasgada no meio fácil

não era imenso, mas era grosso, enquanto me penetrava, sentia seus lábios me beijando, fazendo meu incomodo sumir, dando lugar a uma pressão no meu ventre, isso é muito bom

- posso?

- me fode a noite inteira amor

(...)

acordei sentindo meu corpo latejar, olhei pra minha mão e vi a aliança de prata no meu dedo

eu sorri tanto que meu rosto doeu, olhei em volta e vi que estamos na suíte, não sei em qual momento viemos pra cá

senti um aperto forte na cintura, levantei o lençol e vi uma mão morena com uma aliança semelhante a minha me apertando, sorri e me virei de frente pra ela, vendo que já estava acordada e com a cara amassada, me aproximei pra beijar, e fui rejeitada

- o que?

- an an an an (apontou pra boca)

em seguida me abraçou com força, o melhor lugar do mundo com certeza é o abraço dela

- vamos tomar banho? (sussurrei em seu ouvindo, ela apenas assentiu e beijou meu pescoço)

o banho foi cheio de amassos, meu corpo estava muito roxo, com marcas de dentes, ela super arranhada e roxa bem dita seja a base


estamos no carro em frente a minha casa , dando os últimos beijos, amanhã é domingo e o almoço vai ser na casa dela, então achei melhor dormir em casa ja que noite passada estava com ela

- amanhã me avisa que venho buscar vocês duas, e tragam biquíni (estou tão apaixonada por essa garota)

- obrigada pela noite, por tudo, obrigada por ser minha eu te amo, até amanhã vida

(...)

MELISSA NARRANDO

cheguei em casa mais feliz que nunca, meu pai me parabenizou pelo conquista, eu e meu pai sempre fomos bem amigos, eu contava das garotas e ele me dava dicas e outras coisas, sempre fomos amigos

minha mãe estava fazendo o jantar então corri pro quarto da minha irmã pra contar as coisas pra ela, pra minha surpresa ela estava no telefone com minha namorada

sai de la e fui por uma roupa mais confortável, peguei meu celular e mandei mensagem pra minha namorada

eu: eu amo você, qualquer coisa me liga, vou jantar, depois te chamo

ela demorou um pouco mais logo respondeu

VIDA: você é a melhor, até depois do jantar te amo

O JANTAR TA PRONTO

droga quando minha mãe faz o jantar vem merda por ai
minha mãe sempre manipulou nossas vidas, com quem andar, o que fazer, no que trabalhar

mais eu nao gosto de ser intimidada muito menos forçada, e ela sabe, eu to feliz meu dia foi ótimo não vou deixar ela estragar isso

estamos todos a mesa comendo e rindo das palhaçadas do meu pai

mãe: parabens filha, Leila é uma ótima garota, mas pra faculdade é preciso ter concentração, ainda mais advocacia, um namoro agora não faz bem

pai: livia agora não

eu: mãe eu não quero ser advogada

mãe: COMO NÃO?É A TRADIÇÃO

eu: NÃO SOU OBRIGADA A NADA

mãe: ENQUANTO ESTIVER SOB MEU TETO....

eu: esse é o problema então? tudo bem então

levantei da mesa e subi pro meu quarto, peguei as malas e comecei a arrumar, graças a Deus meu pai tinha me ajudado com isso, ele me deu um apartamento não muito longe, caso minha mãe fizesse isso

minha mãe é uma pessoa boa, mais ela sufoca tentando controlar minha vida isso não tá certo

pego a chave do carro e vou para o andar de baixo com todas as minhas coisas, minha mãe parece estar com raiva, minha irmã chorava talvez por saber que ela seria a próxima, mas sabia que podia vir morar comigo

falta poucos dias pro natal e ela da uma dessa, não sei com meu pai aguenta

——————————————————————————

eu sempre amei você ( interssexual )Onde as histórias ganham vida. Descobre agora