39° Capítulo - Halo

7.5K 667 345
                                    

Se lembra daquelas paredes que construí?
Bem, querido, elas estão desmoronando
E elas nem sequer resistiram à queda
Elas nem sequer fizeram barulho

Eu encontrei um jeito de deixar você entrar
Mas eu nunca tive dúvida
Em frente à luz de sua aura
Eu tenho o meu anjo agora

É como se eu tivesse sido acordada
Cada regra que fiz você quebrar
É o risco que estou correndo
Eu nunca vou te deixar de lado

Em todos os lugares que estou olhando agora
Estou cercada pelo o seu abraço
Querido, eu posso ver sua aura
Você sabe que é a minha graça salvadora

Halo - Beyoncé

_________________________________________


Já era madrugada e a mansão dos Megalos permanecia silenciosa, ou estava até Suzy entrar com desespero no escritório de Yan onde o mesmo estava. O mafioso não conseguia ir para o quarto ou ao menos dormir sem sua garota.

—O que está fazendo aqui a essa hora? - Yan pergunta.

—Temos um problema. - ela diz rapidamente e recusa o fôlego. - O dispositivo que coloquei na Halya, ele tem um rastreador. - ela mostro o celular para o rapaz. - A localização dela agora é no leste do mar! Ele está fugindo com ela! - a expressão de Megalos muda rapidamente, parecendo que o mesmo poderia explodir de raiva. Yan correu até o quarto de Anthony, o acordando assim que abriu a porta.

—O que aconteceu? - perguntou Andy.

—Ele está fugindo com ela. - falou passando a mão pelo cabelo.

—Porra, ele vai acabar machucando eles... - soltou sem querer e arregalou olhos.

—Eles? - pergunta Yan. Anthony encara Suzy. - Por que parece que vocês sabem mais do que eu sobre algo? - Andy suspira nervoso.

— Ela está grávida, você vai ser pai...

—Por que caralhos vocês esconderam isso de mim?! - gritou.

—Tanto nós, como ela, descobrimos hoje... - Suzy falou.

—Chame o Matheo e prepare os homens. - ele disse ao garoto que levantou as pressas vestindo uma blusa. Encarou Suzy. - Quanto tempo pra desarmar a bomba?

—4 horas. - ela respondeu.

—Você tem 1 hora e 30 minutos. - diz após olhar o relógio. - Matheo prepara as armas, vou pegar o helicóptero. - deu as ordens e saiu em passos firmes do local.

○○○

Naquele quarto Halya acordou lentamente, não reconhecendo onde estava, o quarto era escuro mas ela conseguiu ver que vestia um vestido de noiva. A garota sentia o quarto se movendo e acreditou está em um pesadelo até que a luz do local se acender e ela levar seus olhos até Mazzaropi que estava sentado em uma poltrona a frente da cama.

—Você é tão bonita quanto sua mãe. - ele diz, acendendo um cigarro e levando a boca. O homem estava bêbado e o cheiro do álcool a deixava enjoada.

—Onde estamos? - perguntou, levando a mão a cabeça que doía.

—O infeliz do seu pai roubou ela de mim!

—Eu sempre soube que não poderia ser filha de uma pessoa como você. - se levantou.

—Claro que não, eu sou mais bonito. - ele sorriu e apontou uma arma para a garota que levantou as mãos. - Já está na hora dele pagar pelos pecados ou... você pagar por eles. - ele destravou a arma. Puta que pariu!

—Minha mãe estava completamente certa de ter escolhido ele ao invés de você.

—Cala a boca! - ele gritou e se aproxima dela segurando seu maxilar e colando suas testas. - Você é tão parecida com ela... - diz fechando os olhos parecendo lembrar de algo. Halya aproveitou a oportunidade e conseguiu pegar a arma da mão dele, o derrubou no chão e apontou a arma para a testa do homem que sorriu. - Não atiraria no papai não é, querida?

—Mas é claro que não, mas no titio... - ela apertou o gatilho e a bala foi disparada bem na testa daquele homem que acabou de perder a vida. A porta do quarto foi aberta com rapidez por Luke que viu a cena e encarou a garota com decepção.

—Poxa, princesa... Quem vai te levar no altar agora? - ele sorriu novamente. A garota o encarou incrédula. - O vestido da mamãe ficou lindo em você...

—Ele era seu pai e você está sorrindo?

—Pai adotivo... - ele explicou dando um passo em direção a garota e ela apontou a arma para ele que gargalhou com o ato. - Sabe por que não teria coragem? Porquê você me ama. - sorriu. - Senão, atire. - se aproximou mais colocando a arma na própria testa. - ATIRE! - gritou com raiva, agora a garota que sorriu.

—Você e eu somos inteligentes o suficiente pra saber que só tinha uma bala nessa arma. - ela bateu com a arma da testa do rapaz que caiu sentado um pouco desnorteado. A garota aproveitou e saiu correndo do cômodo sem saber pra onde ia enquanto sentia o chão balançar sem saber o porquê.

—Não devia ter feito isso, amor. - escutou Luke dizer e correu para uma porta que elevava para uma escada, ela subiu e foi então que sentiu o cheiro de água salgada o olhou o grande mar a sua frente. - Pode correr mais não pode se esconder. - ele riu. A garota olhou para trás onde ele estava com a testa sangrando. - Sempre quis dizer isso. - gargalhou, logo ambos levaram o olhar com um pouco de dificuldade por causa do sol que já nascia para um helicóptero que sobrevoava sobre a lancha, o rapaz deu de ombros achando que era alguém qualquer, isso foi até ouvir o primeiro disparo.

_________________________________________

se quiserem podem me mandar mais memes por mensagem que eu coloco no final dos capítulos kkkkkkkkkkkk

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

se quiserem podem me mandar mais memes por mensagem que eu coloco no final dos capítulos kkkkkkkkkkkk

esse foi uma amiga que fez

Até segunda-feira.💋

XOXO! - L💋

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora