Prólogo.

4.1K 200 10

Ana'POV

Charlie e eu estavamos sentandos em um banco de pedra no jardim do castelo. Eu sabia que ele não me amava, estava se casando comigo porque nossos pais nos obrigaram, mas tudo bem eu também não o amo.

- Charlie, quero te propor um acordo. - Disse eu.

- Pode falar Ana. - Disse Charlie.

- Eu sei que você não me ama, e eu também não o amo, estamos noivos porque nossos pais quer. - Olhei em seus olhos, pareciam de alívio, acho que ele deve ta pensando "finalmente ela sacou". - Eu gosto de outra pessoa Charlie, a gente namora, a gente se ama, eu não quero...

- Eu também amo outra pessoa, Ana. - Disse Charlie me interrompendo.

- Então, vamos entrar em um acordo? - Perguntei logo Sinceramente eu estou feliz por ele gosta de outra pessoa.

- Que acordo? - Perguntou Charlie.

- A gente se casa, mas não precisamos viver uma vida de marido e mulher, só na frente de nossos pais.

- Quer viver um casamento falso?

- Sim, a gente pode continuar com a pessoa com quem gostamos sem ninguém saber, só nós dois, por favor Charlie?

Estendi a minha mão.

- Tudo bem Ana, mas ninguém pode saber. - Disse Charlie apertando minha mão.

Eu sorri para ele, eu dei um sorriso verdadeiro, sinceramente eu estou feliz em ele concorda com isso. Charlie se levantou e eu também. Ele tem cabelo preto, pele branca, olhos verde, ele é muito mais alto que eu e é bem forte, ele tem um sorriso lindo e encantador, mas não me encantou. - Charlie se curvou a mim.

- Majestade. - Disse ele.

- Alteza. - Disse eu me curvando.

- Amanhã eu voltarei.

- Estarei a sua espera.

Charlie virou-se e foi caminhando em direção a sua carruagem.

Quando o Amor te Ensina a Amar.Leia esta história GRATUITAMENTE!