Vai ter morte.

8.4K 464 41

ola Eu não vou embora! Porque? Porque eu não sou Vadia de motel de 5° Categoria para da esse gostinho de vitória para essa vadia não. E o seguinte projeto das profundezas eu amo vocês... Mas a partir de hoje eu Esther Simpnson. Porra nenhuma

Deu fome cara.

- JADEEEEE- Grito

Vocês acham meus porquinhos da Nárnia que ela respondeu? Não porque ela é uma Vadia

Desci as escadas e fui fazer meu próprio lanche,ao descer percebo que o Austin estava tocando violão..

Meu santo deus! Eu dormi demais e acabei acordando depois do apocalipse foi isso?

Me a próximo,comendo um sanduíche e com a boca suja de Catchup

- Que porra e essa- Digo rindo

- Como assim?- Austin pergunta

- Tocando violão? Tá apaixonado? Quem é a Vadia dessa vez?- Pergunto e ele da risadas

Para de rir travestir eu não sou palhaço não! Sou o coringa só quando acordo... As vezes,Raramente

- Eu só quero tocar Esther não estou apaixonado!- Diz Austin

- Meu amor se o seu problema e prostituta! Eu te levo no cabaré onde minha tia frequentava.... - Digo e o Austin riu

- ESTHER POR ACASO ESTAVA FALANDO DA MINHA MÃE?- ouço a voz da Nicole e dei uma risada escandalosamente

- Não disse nada- Digo

- Você disse que minha mãe era prostituta- Fala Nicole bufando

- eu jamais!- Digo fazendo cara de inocente, Nicole sai bufando e bate a porta

Que os raios o apartam e que o Diabo carregue para bem longe!

Axé Amem Saravá

- Vai prostituta tal mãe tal filha- Digo gritando para a porta, e o Austin me olhava como se eu fosse louca

- Esther o que a Nicole te fez?- Pergunta o Austin

- Ela nasceu e isso não era para acontecer tudo culpa de um aborto mal feito- Digo saindo e o Austin revirou os olhos

- GAROTA PROBLEMÁTICA- Grita o Austin e eu voltei,os cinco degraus da escada onde eu havia subido

Fui até a cozinha e peguei a faca mais afiada que eu encontrei, sorri maliciosamente,caminhei até ele que estava de costas

- Quem é problemática- Digo e o Austin me olha assustado e levanta com as mãos para cima

- Eu não disse isso!- Diz Austin rodando em volta da mesa

- Ah,e o que disse então- Pergunto

- Que eu odeio matemática!- Diz Austin e eu olhei para ele bufando

- Se você me chamar de problemática eu juro que enfio essa faca no meio dos seus rins- Digo,e o Austin quase tremia de medo

Fiquei olhando para ele como se eu fosse o Chuck

Continuei olhando fuzilando ele....

- Esther para...- Diz Austin

- Para de que?- Pergunto

- De ficar me olhando assim eu to com medo- Austin diz e no fundo me deu até penmãe!Cara tu tá sangrando na minha mente,eu cortei o teu pênis!- Digo...

Ele me olhou de olhos arregalados e saiu,em passos lentos,dei um sorriso macabro

-

-

Esther [{A editar }]Leia esta história GRATUITAMENTE!