27° Capítulo - Amnésia

10K 785 321
                                    

Se hoje eu acordasse com você ao meu lado
Como se tudo isso fosse apenas um sonho ruim
Eu te abraçaria bem forte como jamais te abracei
E você nunca deixaria você fugir
E você nunca me ouviria dizer

Eu me lembro do dia em que você me disse que estava partindo
Eu me lembro da maquiagem escorrendo pelo seu rosto
E os sonhos que você deixou para trás, você não precisa deles
Como cada desejo que já fizemos
Eu queria poder acordar com amnésia
E esquecer as pequenas coisas estúpidas
Como a sensação de adormecer ao seu lado
E as lembranças que eu nunca consigo esquecer
Porque eu não estou nem um pouco bem

Não, eu não estou nem um pouco bem
Me diga que isso é só um sonho
Porque eu não estou nem um pouco bem

Amnésia - 5 Secords Of Summer

_________________________________________

No dia seguinte Halya acordou com as diversas batidas na porta e o celular que não parava de tocar, ela se levantou com os olhos ainda fechados e foi até a porta ignorando totalmente seu celular.

Não posso nem dormir mais! - diz brava enquanto destranca a porta dando de cara com Anthony, Matheo e o porteiro.

— Bom dia, flor do dia! - Anthony fala, lhe dando um sorriso debochado. - Estava com o celular enfiado aonde?

—Vou te falar onde estava enfiado.

—Bom dia, senhorita Halya. - diz o porteiro. - Esse moço aqui... - ele aponta para Matheo e o mesmo revira os olhos. - Diz com toda certeza ser o senhor Matheo que a senhora havia dado espaço livre para subir, mas o senhor Matheo já veio aqui antes e esse não é ele! - o senhor cruza os braços.

— Já disse que EU sou o Matheo! - Matheo cruza os braços também.

—Senhor Tucci, esse é o Matheo. - confirmou.

—Mas foi outro moço que subiu aqui a uns 4 dias, se não me engano... - diz Tucci.

—Se lembra como ele era? - pergunta Andy.

—Ele era bonito sabe, tinha tatuagens, o olho roxo e...

—Yan! - fala Matheo sem ânimo e a moça revira os olhos.

— O homem que subiu da última vez, não o deixe subir mais. Esse é o Matheo. - a garota fala e aponta para o ex cunhado.

—Ah, sim. Sinto muito pelo incômodo... - ele se curva.

—Não tem problema, senhor Tucci. - ela ditou.

— Com licença, senhorita. ‐ o senhor disse saindo.

— " Não tem problema ", era pra eu ter atirado uma bala no rabo desse velho! Onde já se viu me confundir?! Já olhou meu rosto? Inconfundíveis! - Matheo ditou indignado.

— E feio. - disse Andy recebendo um soco no braço pelo mais velho. - Ai!- reclamou empurrando Halya da porta ao entranr e se sentar no sofá, Matheo sorrir e faz o mesmo.

— É claro, podem entrar! - diz ironicamente para eles. - Por quê estão aqui essa hora? - ela resmunga se jogando no puffe e fechando os olhos, logo algo acerta seu rosto e ela abre os olhos. - Filho de uma boa mãe!

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora