24° Capítulo - I'm Not The Only One

10K 795 433
                                    

Você e eu fizemos uma promessa
Na alegria ou na tristeza
Não acredito que você me decepcionou
Mas a prova está no jeito como isso dói
Por meses a fio eu tive minhas dúvidas
Negando cada lágrima
Eu queria que isso acabasse agora
Mas sei que ainda preciso de você aqui

Você diz que sou louca
Porque acha que não sei o que você fez
Mas quando você me chama de amor
Eu sei que não sou o única

Você tem estado tão ocupado
Agora, infelizmente, eu sei o porquê
Seu coração é inalcançável
Apesar de que, Deus sabe disso, você ficou com o meu

Você diz que sou louca
Porque acha que não sei o que você fez
Mas quando você me chama de amor
Eu sei que não sou o única

Eu amei você por muitos anos
Talvez eu não seja o suficiente
Você despertou o meu medo mais profundo
Mentindo e nos destruindo

I'm Not The Only One - Sam Smith
_________________________________________


Halya não estava acreditando no que estava vendo, seus olhos transportaram em lágrimas e ela nem ao menos percebeu.

—Amor, não é o que parece! - diz Yan diz rapidamente e desesperado se levantando. - Eu posso explicar, eu juro... - ele se aproxima de Halya e ela descer o olhar o corpo do homem apenas de cueca.

—Não precisa explicar, pretendo não atrapalhar mais. - Halya fala e se vira pra sair mais a secretária fala enquanto colocava sua roupa íntima.

—Nós não queríamos que descobrisse assim, querida. - ela sorrir, cinicamente. - Sentimos muito, " docinho ". - ela debocha.

—Cala a porra da boca, sua filha da puta! - Yan grita e Halya se vira lentamente com os olhos fechados fortemente, talvez ela quisesse manter a classe.

—Não fique bravo, amor. - diz a secretária e faz bico. - Ela sempre soube que eu era melhor não é, " docinho?! - ela provoca.

Classe pra que? - quando Yan pensou em arrancar a cabeça da mulher, Halya tinha avançado na mesma. Halya socava e arranhava o rosto da secretaria diversas vezes, elas estavam no chão e a moça pedia ajuda.

—Faz alguma coisa, caralho! - Anthony grita com Yan que corre até Halya e a agarra pela cintura.

—Não encosta em mim! - diz Halya tentando segurar o choro e sai do quarto indo até o escritório, Yan corre atrás dela.

—Halya, se acalma, por favor e me escuta... - diz e a vê com o envelope que tem seus documentos originais na mão. - Para quê você está pegando isso? - pergunta preocupado e ela passa por ele sem dizer nada, moreno segura sua mão e a mais nova lhe dá um tapa no rosto.

—Eu disse pra não me encostar mais! - ela diz e morde a bochecha para não chorar Yan a encara pronto para explodir mas amolece na hora quando olha em seus olhos e os ver quase transbordando lágrimas, ele sabia que ela estava magoada e isso partia seu coração.

—Docinho...

—Não me chama assim! - ela se exalta e as lágrimas caem.

—Eu sei que está magoada e...

—É, Yan, eu estou magoada... - ela tenta se manter firme. - Magoada por ter perdido tempo em confiar em você, por acreditar quando disse que me amava. Sabe, você podia ter dito que não queria mais ficar comigo, que tinha se cansado, talvez eu não fosse idiota ao ponto de me iludir tanto!

—Mas eu te amei. Halya, eu te amo... - os olhos dele enchem de água e as lágrimas começam a cair sem o seu controle.

—Há! - ela riu sem humor. - É claro que ama, percebi isso quando entrei no quarto e vi você na cama com outra. Quer saber, já chega! - ela sai do escritório e desce as escadas, Yan vai atrás e seus cunhados também.

—Halya, onde pensa que vai? - ela pergunta fechando as mãos com força.

—Eu vou embora! Eu disse que você era a única pessoa a fazer com que eu desistisse disso, e você fez.

—Você não vai embora! - ele grita nervoso e sua raiva sobe quando ela coloca a mão na maçaneta. - Segurem ela! - ele grita novamente e os seguranças se aproximam da garota.

—Parem! - Matheo ordena aos seguranças que o obedecem e Yan o encara.

—Deixem ela ir. - completa Anthony.

—O quê?! - Yan grita. - Ela não vai embora! Ela não vai ficar longe de mim!

—Segurem ele. - diz Matheo para os seguranças quando Yan ia correr até Halya e eles obedecem.

—Me soltem agora! EU MANDO EM VOCÊS! - Megalos grita enquanto se debatia. Halya queria ir até ele e o ajudar mas ele já tinha feito sua escolha, ela se virou e saiu pela porta e Andy a seguiu. - Halya volta aqui! Halya! - gritou completamente desesperado.

—Ai, ainda bem que ela foi embora, não aguentava mais tanto drama. Finalmente podemos ficar só nós dois né, amor. - ao ouvir a voz de Kimberly, a secretária, Yan parou de se debater no mesmo existente, seus olhos transmitiam puro ódio. Matheo o encara e sabia exatamente oque aquele olhar queria dizer e naquele momento ele concordava plenamente, ele fez um movimento com a cabeça e os seguranças soltaram Megalos.
Em questão de segundos Yan estava com sua mão apertando com toda a sua força o pescoço da secretária.

—Você é uma puta de uma desgraçada! - ele fala entre os dentes e bate a cabeça dela na parede ainda apertando seu pescoço, fazendo os pés dela saírem do chão.

—E-u fi-z por a-amor a vo- você! - ela diz com dificuldade tentando tirar a mão dele de seu pescoço.

—E eu vou te matar com todo prazer do mundo, vadia desgraçada. - ele diz e o corpo da mulher perde a vida em suas mãos.

_________________________________________

Até a próxima!


XOXO! - L💋

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora