23° Capítulo - Say Somenthing

11.5K 834 472
                                    

E estou me sentindo tão pequeno
Isso estava tomando conta da minha cabeça
Eu não sei nada

E eu vou tropeçar e cair
Eu ainda estou aprendendo a amar
Apenas começando a engatinhar

Diga alguma coisa, eu estou desistindo de você
Sinto muito por não ter conseguido te alcançar
Eu te seguiria para qualquer lugar
Diga alguma coisa, eu estou desistindo de você

E eu vou engolir meu orgulho
Você é a pessoa que eu amo
E eu estou dizendo adeus

Say Something ( feat. A Gret Big Would )
_________________________________________


Ao atender o celular e ouvir aquelas palavras Halya perdeu totalmente o sono, seu coração estava disparado, sua cabeça pedia pra ter escutado errado.

—Amor, troca meu curativo? - diz Yan, entrando no quarto com uma caneca de chocolate quente nas mãos. Halya se senta na cama o encarando e coloca o celular no viva voz.

Yan, amor? Está sozinho? Não está me escutando? Já faz uma semana que não nos vemos, estou com saudades.

O rapaz franze o fenho e depois olha para Halya e arregala os olhos ao perceber a situação.

—Docinho, sabe que eu não faria... - ela faz sinal com as mãos para ele calar a boca.

Quem fala? - Halya pergunta ao celular e a chamada é terminada.

—Isso deve ser alguma brincadeira, amor. Alguém deve ter ligado por engano... - ele se aproxima da moça, colocando a caneca na mesinha do lado da cama.

—É claro, Yan. Alguém ligou por engano para o celular privado de um mafioso, olha a sorte dessa pessoa. - ela ironiza e se levanta - Tenho cara de otária mesmo.

—Qual é, amor? Sabe que eu só tenho olhos pra você. - ele se aproxima da menina e ela recua, e ele fica sério. - Halya, vamos dormir. - ele diz respirando fundo.

—Yan, dorme você. - ela se vira para sair do quarto mais ele segura seu pulso.

—Halya, vamos dormir agora. - fala em tom de ordem e ela solta seu braço logo o empurrando.

—Está estressadinho? Você tá todo errado, vai se estressar na casa do caralho! - diz alto e sai do quarto, ele vai atrás na garota.

—Halya, eu moveria o mundo por você. - ela para e vira encarando os olhos claros do rapaz. - Não fica assim comigo...

—Então quem era no celular? - ela cruza os braços.

—Eu não faço ideia, eu juro. - fala carinhoso, ele coloca as mãos no rosto de Halya e olha em seus olhos. - Eu não te magoaria. Não fica brava comigo, hum? - ela suspira.

—Não sei, Yan... eu...

—Não confia em mim? - ela demora um pouco mais confirma com a cabeça. - Então vem, vamos pro quarto dormir, deve está cansada. - ele acaricia o cabelo dela. - Eu vou descobrir quem ligou, está bem?!

—Perdi o sono, pode ir. - ela se vira para ir até o escritório.

○○○

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora