11° Capítulo - Hands To Myself

17.9K 1.3K 855
                                    

Não consigo não encostar
Não importa o quanto eu estou tentando
Eu quero você todo pra mim
Você é um gin e um suco metafórico
Então vamos lá, me deixe experimentar o gosto
Do que é estar perto de você
Não vou deixar uma gota ir pro lixo
Você é um gin e um suco metafórico

Hands To Myself - Selena Gomez

________________________________________

Eu devo está pagando todos os meus pecados com essa garota e não são poucos, eu sei.


O que custa entrar na cabecinha linda dela que eu tenho olhos pra ela, que não tem outra mulher no mundo pra mim, que eu vou lutar por ela até o fim.

Porra! Ela tinha que ser tão difícil de se lidar?!

Mas eu tenho que ficar mais calmo, fizemos um acôrdo e esse eu tenho que cumprir, não duvido nada que ela arrancará mesmo meu dedo...

Quem diria, eu, o tão poderoso, temido e respeitado Yan Megalos abaixando a guarda pra uma mulher, nem nos meus piores sonhos isso aconteceria mas minha realidade é outra.

Minha realidade é Halya Smith.

—Baby, está na hora do seu remédio... - a chamou entrando no quarto 3 horas depois da discussão. Olhou para o lado e viu que onde tacou o prato já estava limpo. - Não fica brava... - escutou seu suspiro, mas ela não se vira para ele, o mesmo aproximou dando a volta na cama e sentando do seu lado. - Não consigo evitar ser assim, foi criado pra ser assim... Mas estou tentando melhorar por você. - ela o olha.

—Megalos, eu não sai do Brasil pra passar por essas coisas aqui, eu vim pra recomeçar, sair daquele inferno. - ditou irritada.

—Eu sei, mas agora que te tenho não vou deixar você ir embora. - diz, calmo e sincero.

—Eu sei. - ela bufa e ele coloca a mão em sua testa.

— Sua febre diminuiu, toma o remédio, hum? - ela se senta na cama e o mesmo a entrega o remédio e um copo de água, que ela logo toma fazendo carente.

—Isso é horrível - diz, e ele gargalha fazendo ela o olhar por um tempo.

—Que foi? - diz, parando de rir.

—Hum? Nada... - ela cora e esconde o rosto até abaixo dos olhos com o coberto.

—Por que ficou vermelha? - disse sorridente, tirando o cobertor de seu rosto.

—Nada... - Yan sobe em cima dela e ela tampa o rosto com as mãos.

—Ainda está brava comigo? - perguntou rindo, ela desgruda seus dedos mostrando apenas a parte dos olhos.

—Para de rir, Megalos. - tampa os olhos novamente.

—Por que? - deita em seu peito e agarra seu corpo, mas levantou a cabeça a olhando assustado. - Você tá bem? Seu coração tá acelerado... - diz, ela o tira de cima de si, levantando apressada da cama.

—Sa... sai! - diz apressada, mas logo se recompõe. - Eu preciso tomar banho.

—Você já tomou banho duas vezes hoje... - disse se aproximando dela.

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora