2° Capítulo - Tag, You're It

29.3K 1.7K 2.1K
                                    

Alguém pode me ouvir? Eu estou escondida no subsolo
Alguém pode me ouvir? Estou falando sozinha?
Dizendo: Peguei, está com você
Peguei, peguei, está com você
Ele está dizendo: Peguei, está com você
Peguei, peguei, está com você

Uni, duni, tê
Pegue uma dama pelos dedos dos pés
Se ela gritar, não deixe-a ir
Uni, duni, tê
Sua mãe disse para escolher a melhor garota
E essa sou eu

Tag, You're It - Melanie Martinez

________________________________________

Halya Smith

Abri meus olhos lentamente sentindo a pesada dor que estava na minha cabeça, olhei ao redor e não fazia a menor ideia de onde estava, era um quarto, aparentemente masculino. Percebo que meus pulsos e calcanhares estão amarrados e minha boca tapada com uma fita.

O que está acontecendo? - penso entrando em desespero e escuto o barulho de porta se abrindo.


—Finalmente acordou, dorminhoca! - diz um homem branco que tinha um rosto familiar, mas uma voz desconhecido para a mesma. - Eu esperei muito tempo pra finalmente ficar frente a frente com você, e finalmente você é minha. - diz sorridente e retira a fita de sua boca com cuidado.


—Por que estou aqui? Por que está fazendo isso? Quero ir embora! - a garota diz, contendo a vontade de chorar.


— Sinto muito, docinho. Mas agora que te tenho comigo nunca te deixarei ir embora. - diz acariciando o rosto da menor.

— Por que está fazendo isso?!

— Porque te amo.

— Você nem me conhece. Como pode me amar?

— Eu te conheço melhor do que qualquer um. - diz desamarrando as cordas dos pés e logo as das mãos da menina.

— O senhor deve está me confundindo, deve ter pego a garota errada, por favor. Me deixar ir embora...

— EU JÁ DISSE QUE VOCÊ NÃO VAI EMBORA! - ele grita, a fazendo se assustar e se encolher na cama. - Me desculpa por gritar, eu não quis te assustar, é que você é muito teimosa. - diz respirando fundo.

— Por que comigo? - pergunta quase em um sussurro, sem o encarar e rapaz respira fundo novamente.

— Porque era pra ser assim. Mas agora, você deve estar com fome né? - ele pega seu celular e faz uma ligação. - Fred, traga a refeição. - o rapaz diz isso e um homem caraca, que aparentemente deve estar na casa dos 40 entrou no quarto com uma bandeja de comida.- Seu prato predileto!

Eu apenas fiquei quieta, não iria comer, e se tivesse veneno? - pensou.

— Halya, não seja teimosa. Se não comer ficará doente. - a mais nova continuou quieta. - Está bem, então fique com fome, mas a bandeja estará aqui caso mude de ideia. Tenho que resolver alguns negócios, Fred, fique de olho nela!

O homem saiu do cômodo e a deixou sozinha com seu capanga que diferente do seu chefe, a olhava com desprezo...

— Então quer dizer que a vadiazinha não quer comer? - diz o careca se aproximando e puxando seu braço, a fazendo ir de encontro ao chão. - Você é uma miserável... - diz rindo.

— Então por que não me deixam ir embora? - fala, enquanto tentava levantar, mas estava sem forças.

— Se eu fosse o chefe, nem aqui você estaria. - diz e chuta a costela da menor, a fazendo gemer de dor. - E muito menos da sua existência eu saberia. - chutou suas costas.

My ObsessionOnde as histórias ganham vida. Descobre agora