01

28K 1.1K 247
                                    

Laura 💗

Eu suava igual um troço, subi o morro do Vidigal correndo com um sol pra cada um e encontrei minha vidinha me esperando.

Veio uma sensação boa, eu cheguei, minha casa, uma sensação de paz.

Agora sim eu posso balançar a porra da minha raba sem me preocupar.

Bruna: AII MEU DEUS - veio correndo me abraçar e caímos no chão.

Laura: que saudades meu amor - abracei ela muito forte, e lá eu permiti que minhas lágrimas caíssem, não de tristeza, mas sim de emoção, eu estava em casa, no vidigal.

A Bruna também chorava e meus olhos pararam em dois homens LINDOS vindo em nossa direção sem camisa e com um fuzil atravessado nas suas costas.

Eu ri comigo mesma depois de ver quem era.

Bruna: promete não fazer mais isso amiga ? Eu senti tanta falta de você - eu abracei ela, mas agora em pé. - é sério eu não aguentava mais essas putas aqui nao, falsidade vem de graça até. - rimos

Jao: coe bruninha - falou e beijou ela, depois viu minha existência ali e  ele arregalou os olhos. - caô ? LAURA ?

Laura: A MESMAAA - falei abraçando ele.

Jao: porra tu sumiu caralho.

Coringa: x9 morre cedo - falou sério e eu gargalhei - coe criança - me abraçou.

Bruna: tu vai me contar tudo tá ? Que que esse merda fez contigo ein ? - falou passando a mão no meu cabelo.

Coringa: depois tu me conta essa fita direito - falou colocando a camisa no ombro.

Jao: tu não mudou nada carai

Coringa: continua com a mesma cara de criança - os dois riram e eu olhava séria e eles logo pararam. - mals aí baixinha  - prendeu o riso e eu revirei os olhos.

Laura: ai gente eu amo vocês.

Jao: nois também carai, se liga.

Bruna: toma juízo viu ? - ela me beijou.

Eu entrei pra casa da Bruna e os meninos foram pra boca.

Vou morar com a Bruna como sempre morei. Nasci no vidigal, desde pequena eu conheço esse povo.

Vi alguns que diziam ser amigos ir embora, outros tão comigo desde menorzinha. 

Bom, fiz uma grande bosta. Me apaixonei pelo dono do morro rival, PH, no começo era bom, ele era carinhoso e tudo mais.

Só no começo mesmo, por que depois ele começou a me humilhar, maltratar, bater, se drogava, comia várias putas e eu era só resto, como ele dizia né.

Eu pensei em fugir várias vezes, mas sempre que eu tentava ele me pegava e me batia.

Ou seja, se eu fizesse qualquer coisa, ligação pedindo ajuda, tentasse fugir... Ele ia me bater mais.

Fiquei com um peso na consciência enorme depois disso. A Bruna e o jao até o coringa, eles me "apoiaram" no fato de eu estar apaixonada pelo dono do morro rival.

Fui tentar uma vida melhor lá no outro morro, mas só tive decepções.

Agora estou disposta a tentar uma nova vida.

Consegui fugir, e eu sei que ele vem atrás.

Bom, a Bruna e o jao namoram e o coringa e eu já demos umas pegadas aí, nada de mais, e tem tempo também.






No VidigalOnde as histórias ganham vida. Descobre agora