Capítulo 04

264 79 29

Y aléjate de mi amor!
Yo sé que aun estas a tiempo
No soy quien en verdad parezco
Y perdón
No soy quien crees
Yo no caí del cielo
Si aun no me lo crees amor
Y quieres tu correr el riesgo
Verás que soy realmente bueno
En engañar y hacer sufrir
A quién mas quiero


Alejate de Mi - Camila


O convite para um jantar na residência do Duque de Shaftesbury era fácil de recusar. Depois que ele se casou com a governanta, o círculo social do duque se restringia a poucos amigos que o apoiaram e os negociantes burgueses. Os nobres costumavam rejeitar os convites antes mesmo de recebê-los. Não fora supresa para Agatha quando os convidados que confirmaram presença eram os mesmos de sempre. A família do Visconde de Whitby, as famílias dos negociantes que Aiden conhecia, a família do Conde de Cornwall. Também estavam presentes alguns poucos nobres que eram mais próximos de Aiden e suas filhas com quem Agatha não tinha tanta proximidade. Alem de Lady Anne Brighton. Eram umas cinquenta pessoas no máximo, porém representava gente demais.

Olhando-se na frente do espelho, ela estava infeliz. Os cabelos escuros estavam presos em camadas no alto da cabeça, ornamentados com laços e flores. O vestido lavanda era discreto demais, mas fora o único que aceitara usar. Sua beleza não tinha se alterado, mesmo tendo engordado alguns quilos. Como era muito magricela antes, Agatha apenas se tornara mais esbelta e com curvas femininas.

Ela estava mais velha, mais cansada e com problemas demais.

Batidas à porta indicaram que ela precisava descer. Os convidados já tinham começado a chegar e ela, a anfitriã, não estava lá para recebê-los. Bem, ela se lembrava de quando Aiden fizera a mesma coisa tempo atrás e a colocara em situação de precisar pedir ajuda a Edward McFadden. Não parecia injusto que ela lhe desse o troco.

Edward. Ela estivera evitando pensar no conde, assim como em quase todos os seus conhecidos. Não queria sentir muitas saudades deles enquanto viajava. Mas a memória do episódio ocorrido no último verão em Thanet Bay fez com que a imagem dele tomasse seus pensamentos. Como estaria Edward? Já casado, provavelmente. Não, ela teria sabido se Lady Bridget já fosse a nova condessa. O que estaria postergando o casamento deles? Um cortejo muito longo não era prudente para um homem na idade do conde, ele precisava de herdeiros.

Milady, o seu irmão pediu que eu levasse a senhora. — John insistiu, do outro lado da porta. — Aliás, ele deu ordens para carregá-la nos ombros, se fosse preciso.

— Aiden anda muito dramático. — A lady apareceu prontamente vestida e preparada para o confronto social. — Como estão as coisas lá em baixo, John?

— Tranquilas. Vossa Graça anda tão feliz que tudo nessa casa tem sido tranquilo, alegre e empolgante. Diria que há entusiasmo demais no duque e ele precisa extravasá-lo.

Agatha deu uma risadinha e se encaminhou para uma entrada triunfal. As escadas do segundo andar davam diretamente no hall principal e ela se deparou com praticamente todos os convidados ali, conversando enquanto bebericavam champanhe. Estampou um sorriso na face e desceu degrau por degrau, segurando a saia com um das mãos e acenando com outra.

Seu peito apertou. Ela queria ver todas aquelas pessoas, ela gostava delas. Eram amigos e amigas que ela sempre respeitou. Ao mesmo tempo, o pânico de que alguém percebesse que havia algo errado com ela se intensificou. Era como se as marcas que as Américas deixaram nela pudessem ser vistas por qualquer expectador mais minucioso.

Ela estava pronta para manter aquele sorriso falso pela noite inteira, mas sua expressão de alegria murchou repentinamente quando ela viu o inconveniente amigo do irmão. Sempre petulante, excessivamente tradicional e acostumado a tirá-la do sério toda vez que se encontravam, o Conde de Corwnall estava... lindo.

Um Conde para Curar meu CoraçãoWhere stories live. Discover now