Capítulo 01

337 88 55


O Conde de Cornwall não conseguia acreditar no que estava segurando. Em suas mãos, uma carta finamente redigida, com a linda letra de sua Bridget. E ela estava rompendo com ele.

Caro Edward,

É injusto que eu continue vinculada a nosso compromisso quando tenho uma proposta muito mais rentável na Alemanha. O arquiduque que deseja me desposar acrescentará muito mais ao patrimônio da minha família e sua incomparável saúde financeira foi definitivamente um requisito para que meu pai tomasse essa decisão junto comigo. Espero que você não se importe por ele não sentar para negociar os termos do nosso rompimento, porém a viagem para Londres seria extenuante para ele. Um advogado o procurará em breve.

Lady Bridget.

Uma carta! Sua noiva escrevera uma maldita carta de poucas palavras para dizer que não haveria mais casamento. A batida sobre a mesa de mogno chamou a atenção de outras pessoas na casa. Lorde Isaac McFadden entrou no escritório do irmão com uma expressão confusa de quem não entendera o barulho. O conde era uma pessoa calma e contida, quase sempre. Era difícil vê-lo perder a paciência.

— Algum problema, Ed?

— Sim. Muitos problemas. Uma tonelada deles. — O conde sacudiu o papel que segurava, sem entregá-lo ao irmão. — Lady Bridget, minha estimada noiva, decidiu que era uma ideia brilhante escrever-me uma carta para romper nosso noivado!

— Romper?

Lorde Isaac foi até o bar e serviu duas doses de conhaque. Sabendo que o humor do irmão não melhoraria logo, escolheu o melhor malte que poderia acalmá-lo precariamente.

— Sim. Romper. Veja você mesmo.

O conde entregou a carta ao irmão, que a leu rapidamente. O papel estava amassado mas a letra desenhada da dama era inconfundível.

— Isso é uma afronta, Edward. — O lorde devolveu o papel ao irmão e se sentou. — Você deveria processá-los, eles merecem ser processados.

— E tornar isso um escândalo? Céus, não. — Edward também sentou e passou as mãos pelos cabelos loiros. Os cachos estavam compridos demais, ele estava desalinhado e amarrotado. Aquela era uma versão ruim de si mesmo e já faziam dias que não sentia interesse em se arrumar. Não era por causa da carta, exatamente. — Isaac, com o afastamento de Aiden, eu estou sobrecarregado. Nossos negócios sobreviveram a um duque casamento uma plebeia respeitável, mesmo que isso tenha custado a vida social dele. Mas não sei o quanto sobreviveriam a uma disputa minha contra minha ex-noiva. É patético demais.

Ele desabafou sobre o irmão, que o ouviu pacientemente. Desde que Elizabeth, a Duquesa de Shaftesbury descobriu que estava grávida, seu marido não fazia quase nada. Aiden vivia em casa com a esposa, cuidando dela e do futuro herdeiro que estava a caminho. Talvez fosse porque ela já havia sofrido uma perda, antes. Ou era porque Aiden era um boboca apaixonado.

Apaixonado. Quanta bobagem era pensar que um homem como ele poderia se casar por amor.

— E o que fará?

— Esperarei o advogado. A quebra desse contrato vai custar uma fortuna para eles, porque Bridget também não pode surportar nenhum escândalo. Depois que eu arrancar do pai dela todos os bens que conseguir, procurarei outra noiva.

— Vai dar trabalho. — Lorde Isaac finalizou sua bebida. — Você levou bastante tempo cortejando Lady Bridget.

— E quem disse que vou cortejar minha próxima noiva? — O conde bateu o copo de vidro na mesa. — Agora, eu só caso por negócios. Quero um casamento padrão da sociedade inglesa, com o menor grau de envolvimento pessoal possível.

O lorde encarou seu irmão por alguns segundos. Ele duvidava que Edward estivesse falando a verdade. Naquele momento, o conde estava ferido e se sentindo traído, sofrendo com o abandono. Claro que ele jamais admitiria nada disso. Mas Lorde Isaac sabia que seu irmão, apesar de tudo, queria ser amado.

O irmão não era como todos os outros homens que ele conhecera. Edward fora retraído, tímido e tratado como um soldado pelo pai. Enquanto todos os filhos tiveram amor, cuidado e carinho, Edward recebia ordens, instruções e era treinado para assumir uma função. Isaac sentia até mesmo alívio em ser o segundo filho. E, por mais que o conde insistisse em apresentar uma carapaça impenetrável, ele precisava ser cuidado por alguém. Amado por uma mulher. 

Eita que eu NÃO AGUENTEI esperar até amanhã e apareci aqui com o primeiro capítulo

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Eita que eu NÃO AGUENTEI esperar até amanhã e apareci aqui com o primeiro capítulo. Por enquanto, Edward foi abandonado pela doce Bridget. Uma situação e tanto para nosso conde, hem? Vamos ver como ele vai lidar com isso. 

Provavelmente amanhã postarei mais um, me segurem

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Provavelmente amanhã postarei mais um, me segurem. NÃO POSSO POSTAR CAPS DIÁRIOS AINDA. Mas serei sempre aquela que vem aqui quebrar as próprias regras. Beijo grande a todas que leram Aiden e Elizabeth e vieram para ler Edward e Agatha <3 

Um Conde para Curar meu CoraçãoWhere stories live. Discover now