Capítulo 59

205 60 78

Antes que as leitoras me matem... vamos aos desdobramentos do evento "Duque de Shaftesbury comprometendo uma dama".

 vamos aos desdobramentos do evento "Duque de Shaftesbury comprometendo uma dama"

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Os homens estavam reunidos no escritório do duque. Aiden, seu padrinho Edward, e o Visconde de Whitby. Havia uma certa animosidade no ar, impossível de evitar depois do desagradável episódio na sala privativa.

— Como assim Vossa Graça não vai se casar com ela?

O visconde não estava satisfeito com a decisão do duque. Mesmo que, pouco antes, Aiden tivesse garantido que não pretendia desposar ninguém no momento, Miles Westphallen certamente esperava que aquilo mudasse após o ocorrido.

Mas Aiden não se casaria com uma mulher que era capaz de simular uma situação comprometedora apenas para fisgar um marido. O seu comprometimento com as suas responsabilidades tinha limites.

— Não há forma educada de dizer isso, Miles. Mas eu não comprometi a virtude de sua filha. Não toquei em Madeline.

— E o que houve então? O que Vossa Graça está tentando sugerir?

— O que o duque está dizendo é que Lady Madeline deve estar um pouco alterada pelo ponche. — Edward tentou contemporizar. O dano estava feito. Se Aiden não se casasse com a filha do visconde, eles certamente perderiam o parceiro de negócios. Aquilo afetaria o projeto de Shadwell. Era improvável que Miles Westphallen mantivesse os negócios com o duque depois de uma desfeita como aquela.

— Sim, é a explicação mais provável para o ocorrido. — O duque serviu outra dose de conhaque para os cavalheiros.

— Eu não posso aceitar um insulto como esse.

Miles Westphallen se levantou. O duque se manteria firme na sua posição de não aceitar ser intimidado por um visconde, nem por uma mulher de poucos escrúpulos. Mas seus negócios seriam seriamente prejudicados por aquela atitude.

Seriam, se os gritos femininos que vieram no terraço no segundo andar não chamasse a atenção dos homens. As damas nunca gritavam, o que significava que algo muito estranho estava acontecendo. Eles saíram em direção ao distúrbio e encontraram Lady Madeline acuada em um canto, abraçada a sua irmã mais nova, e Lady Eckley empunhando uma pistola.

Aiden não queria acreditar no que estava acontecendo. Caroline Eckley sempre demonstrou alguma instabilidade, mas nunca a ponto de apontar uma arma para alguém.

— Você vai falar a verdade agora, sua megera. — Ela gritava e sacudia a pistola. Lady Madeline apenas chorava e se agarrava a Lady Diana. — Pare de se lamuriar e fale a verdade!

Havia uma horda de expectadores que não sabia como agir. Outras mulheres estavam apavoradas. Duas tinham passado mal e estavam sendo acudidas por criadas. A esposa do visconde tinha sido retirada do terraço. Os criados aguardavam a chegada do duque para tomar uma atitude. Se tentassem tomar a arma das mãos de Lady Eckley, poderiam falhar e ela atiraria.

Um Duque para chamar de meuOnde as histórias ganham vida. Descobre agora