Capítulo 25

263 62 67

Olá, belíssimas. 

Como amanhã tem evento da Liga Literária do ES, não poderei vir aqui postar capítulo. Conversando no grupo de whatsapp, as leitoras curtiram a ideia de um double post hoje, então teremos capítulo duplo! Divirtam-se e até domingo.

 Conversando no grupo de whatsapp, as leitoras curtiram a ideia de um double post hoje, então teremos capítulo duplo! Divirtam-se e até domingo

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Lady Agatha estava no jardim tomando seu chá quando Lady Caroline Eckley chegou em sua carruagem elegante, ornada em preto, dourado e vermelho. Fazia bastante tempo que Caroline não visitava Thanet Bay. Ela passara meses no continente com a família e se afastara do Duque de Shaftesbury, mas o tempo não fez com que seu interesse nele esmorecesse. Ao contrário, ela tinha certeza que desejava se tornar a nova duquesa, mesmo que ela não fosse a mais qualificada pretendente.

Aiden não era um homem que se prendesse tanto às tradições. Na maioria das vezes ele as desprezava, e era com isso que Caroline contava. Eles eram bons amantes e ela sabia que o satisfazia. Suas chances eram poucas, mas ela se agarraria a elas como um caçador à sua presa.

E ela estava ali para revê-lo. Escolheu um vestido de cetim amarelo e prendeu os cabelos escuros com tiaras ornamentadas em fitas de veludo. Parte dos seus seios estava à mostra, mesmo que o acabamento de renda atrapalhasse um pouco a visão. Poucas mulheres tinham noção plena do poder que os decotes sobre os homens, mas Caroline sabia bem que eles dificilmente resistiam a belos seios expostos.

Sua chegada não fora programada porque nunca era. A forma como a jovem Trowsdale a encarou deu a dimensão de que sua presença ali não era bem vinda. O que também era comum. Caroline costumava ser pouco desejada nos espaços da sociedade. O que lhe permitia trânsito fácil era o fato de ser sobrinha de Granville. Tendo se tornado órfã de pai e mãe ainda criança, o Marquês assumiu sua criação e, com isso, possibilitou que ela transitasse pela sociedade.

O que ele não conseguiu prover a ela foi uma criação dentro das regras da feminilidade. Por vezes, Caroline parecia um homem.

— Olá, querida.

Lady Eckley acenou para Agatha, que não demonstrou nenhuma satisfação ao vê-la.

— Caroline! Que prazer revê-la, como foi sua viagem pelo continente?

Claro que aquele encantamento era fingido.

— Ah, foi ótima! Aprendi muita coisa com outras sociedades, inclusive que a nossa é a mais elegante de todas. Os italianos são ótimos, mas os vestidos... que horror! Muito espalhafatosos.

Os franceses eram muito melhores, mas Caroline achou melhor não comentar sobre todos os hábitos que faziam os franceses mais interessantes que os italianos.

— Um dia teremos que combinar um chá para que me conte todas as fofocas. Preciso saber se é verdade que os homens italianos podem se casar com mais de uma mulher ao mesmo tempo.

— Por que não começamos essa conversa agora? — Caroline se sentou em um banco de mármore para os convidados, sem conseguir evitar que seu olhar divagasse pela propriedade. Ela sabia exatamente em que janela estava o quarto do duque, mas não havia nenhum sinal dele em lugar algum.

A anfitriã chamou a criada e pediu mais uma xícara para Caroline.

— Seria mais simples se você dissesse logo que deseja ver meu irmão. — Agatha esticou para ela um olhar de quem sabia, e reprovava, as suas intenções.

— E ele está? Ele já se recuperou?

— O duque está recolhido em seus aposentos. — Lady Agatha disse, com o olhar ainda sobre o semblante de Caroline. A jovem Trowsdale era como uma águia que não deixava passar nenhuma expressão. — Ele precisa repousar, ainda mais depois de receber uma visita do Conde de Cornwall.

— Claro que precisa.

Caroline sorriu e decidiu que não aceitaria ser enxotada de Thanet Bay. A família de Aiden tinha bons motivos para saber do envolvimento indecoroso entre eles, mas ela não se importava. Queria vê-lo, estava ali para isso. Continuou sentada com Agatha por mais algum tempo, provocando a jovem lady com assuntos frívolos da sociedade francesa e das mulheres que arrancavam os pelos do corpo com cera e pinças, até ter certeza que não havia nenhum movimento estranho na casa.

Fingindo que ia embora, Caroline despediu-se de Agatha e entrou em sua carruagem. Mas, ao invés de deixar a propriedade, mandou que o cocheiro desse a volta e parasse na entrada dos fundos. Ela espreitaria a casa até que escurecesse o suficiente para escapar pela entrada lateral. Por sorte, ela sabia alguns caminhos para chegar ao quarto do duque. 

Eita que agora a lady vai invadir o quarto do duque e

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Eita que agora a lady vai invadir o quarto do duque e... 

Quero nem ver.

Quero nem ver

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.
Um Duque para chamar de meuOnde as histórias ganham vida. Descobre agora