Capítulo quarenta e nove

59.8K 4.2K 2K
                                    

Cabelinho☠

Bruna: Mas é isso que eu penso, se a minha mãe foi capaz, porque os outros não? Então é totalmente sem noção me julgar quando nunca passaram pela metade que eu passei.

Cabelinho: Se tu botar a confiança em mim, eu posso ser melhor contigo! - Olhei pra ela, e depois abaxei a cabeça.

Bruna: Por que você deu showzinho quando eu fui falar contigo?

Cabelinho: Tenta me entender também, Bruna. Eu te apoiei quando tu mais precisou, em relação a ele, pra depois ver vocês dois chegando juntos, queria que eu pensasse o que?

Bruna: Não queria que você pensasse nada, nego. Apenas me perguntar o porque já seria um ótimo começo.

Cabelinho: Tu faria o mesmo comigo?

Bruna: Quantas vezes eu te vi com a Mariana, e não disse nada?

Cabelinho: Mas eu demonstrava mais interesse que tu.

Bruna: Se eu ficasse igual uma maluca atrás você, tu ia me chamar de emocionada, então cala a boca, Jonas.- Ela riu, olhando pro lado.

Cabelinho: Eu sei que nem sempre geral ai deu valor pro mulherão que tu é, e vou te falar irmã, quem perdeu foi eles. Porque tu é totalmente foda e linda de qualquer jeito.

Bruna: Me iludindo essas horas?

Cabelinho: Tu acredita no que eu falo? - Ela balançou a cabeça.- eu só preciso disso.

Bruna: Acho que eu já sabia do que tava sentindo por você, por isso eu tava querendo me afastar, a insegurança tomou conta de tudo outra vez.

Cabelinho: Eu sabia disso desde o dia que tu deitou a cabeça no peito e pediu pra eu ficar contigo.

Bruna: Eu tô morrendo de vergonha, acredite. E olha que eu sou safada, ok? - Eu ri.

Cabelinho: Se for pra tentar, eu largo todas por você.

Bruna: Se for assim talvez eu largue a minha vida de piranha!

Segurei na mão dela beijando, e aos poucos ela foi cedendo e veio pra perto de mim dessa vez beijando a minha boca devagar.

Cabelinho: Tu aceita namorar comigo?

Bruna: Nem acredito que vou namorar sem precisar obrigar o menino a ficar comigo! - Eu ri, junto com ela que balançou a cabeça, me beijando de novo.

Tava tudo na paz, eu curtindo ela que tava na mesma vibe, quando o barulho de uma rajada fez geral parar.

Em seguida vários pipoco, e dessa vez os fogos nem foram lançados.

Dn: Atividade geral ai, caralho! - Apontou.- Deus é com nós.

Eu ia levantar mas a Bruna segurou na minha mão, negando com a cabeça.

Cabelinho: Colé, Bruninha? Morro é do parceiro mas nós tem que dar aquela moral, prometo que volto inteiro pra tu.

Bruna: Se você voltar com um arranhão, eu mato você! - Ameaçou, e eu beijei a boca dela se afastando.

Já fiquei todo perdido quando o Coringa passou boladão dizendo que não tava achando a mina dele em canto nenhum. Os tiros aumentaram pra caralho, e os mano que tava ali já tava com a preparação de tudo, mas todo mundo parou quando a rajada veio mais perto, e geral viu a Milena cair nos braços do Coringa, deixando claro que ela tinha sido atingida.

▪▪▪
+100

No MorroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora